Busca avançada
Ano de início
Entree

Distribuição, habitat e tamanho do território do bicudinho-do-brejo-paulista (Formicivora SP. Nov.)

Processo: 11/16251-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2012
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia
Pesquisador responsável:Luís Fábio Silveira
Beneficiário:Glaucia Cristina Del Rio
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Assunto(s):Ecologia   Conservação   Distribuicão   Habitat   Ornitologia

Resumo

O bicudinho-do-brejo-paulista (Formicivora sp. nov.) pertence à família Thamnophilidae, uma das mais ricas da avifauna endêmica neotropical. Trata-se de uma espécie nova, ainda não descrita, e única endêmica do Estado de São Paulo. Descoberto em 2005, em brejos na região metropolitana da maior cidade da América do Sul, é atualmente classificada como "Criticamente em Perigo", especialmente por habitar áreas tão vulneráveis. Suas áreas de ocorrência estão restritas às regiões da Bacia Hidrográfica do Alto Tietê e da Bacia do Paraíba do Sul, nos municípios de Arujá, Mogi das Cruzes, Biritiba-Mirim, Salesópolis e São José dos Campos, regiões bastante populosas marcadas por formas complexas de uso, ocupação e aproveitamento dos recursos naturais. Há uma grande lacuna de conhecimento envolvendo a espécie, o que impede qualquer estratégia para sua conservação. Assim, este trabalho pretende apontar novos dados para a elucidação de sua distribuição, habitat preferencial e tamanho de território. Para tanto, por meio de censos quantitativos, pretende-se verificar a ocorrência da espécie em aproximadamente 46 áreas selecionadas previamente. Além disso, com a análise de parcelas de vegetação, pretende-se caracterizar o habitat em ao menos dez áreas de ocorrência. Por fim, pretende-se medir as dimensões de territórios de alguns casais, em três áreas distintas, através de mapeamento das posições de espécimes marcados com anilhas coloridas, utilizando-se aparelho de GPS e mapas georreferenciados. Entender estes aspectos é essencial para a definição do real status de ameaça de Formicivora sp. nov., e para a realização de futuras estratégias para a manutenção da espécie.

Matéria(s) publicada(s) na Revista Pesquisa FAPESP sobre a bolsa:
Nos brejos do Alto Tietê 
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.