Busca avançada
Ano de início
Entree

Regulação do balanço vegetativo-reprodutivo pelo crescimento semi-determinado em tomateiro (Solanum lycopersicum l. cv Micro-Tom) e seu impacto na produtividade e eficiência no uso da água

Processo: 11/16554-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2012
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Fisiologia Vegetal
Pesquisador responsável:Lázaro Eustaquio Pereira Peres
Beneficiário:Mateus Henrique Vicente
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Tomateiro   Desenvolvimento   Mutantes

Resumo

O hábito de crescimento das plantas tem grande importância na determinação de características agronômicas. Espécies de crescimento simpodial podem apresentar hábito de crescimento determinado, semi-determinado ou indeterminado. Em tomateiro (Lycopersicon esculentum Mill. Syn Solanum lycopersicum L.), o hábito de crescimento é controlado principalmente pelos genes da família SELF-PRUGING (SP), a qual é composta por seis membros. Entre eles, destacam-se: SP, cujo alelo defectivo sp em homozigose produz plantas de crescimento determinado; SP9D, cujo alelo oriundo de S. pennellii confere crescimento semi-determinado quando introgredido em cultivares de tomateiro contendo o alelo sp; e SINGLE FLOWER TRUSS (SFT ou SP3D), cujo alelo defectivo sft produz plantas de crescimento semi-determinado quando em heterozigose e sob epistasia do alelo sp. Genótipos de tomateiro com hábito de crescimento determinado são utilizados para produção de tomate destinado a indústria (produção de molhos e ketchups), pois facilitam o manejo (não necessitam de estaqueamento) e a colheita mecanizada, devido à produção uniforme. No entanto, é conhecido que a presença do alelo sp leva a uma diminuição no conteúdo de sólidos solúveis nos frutos (°Brix) e na produtividade. Pode se conjecturar que tais genótipos apresentam um desequilíbrio entre o desenvolvimento vegetativo e o reprodutivo. Desse modo, o crescimento determinado teria uma limitação intrínseca, pois interrompe o crescimento vegetativo formador de fontes de fotoassimilados (folhas maduras) e prioriza o crescimento reprodutivo formador somente de drenos (flores e frutos). Por outro lado, plantas de crescimento indeterminado tendem a se comportar de modo oposto, limitando a produtividade pelo crescimento vegetativo vigoroso, o qual produz continuamente não somente fontes, mas também drenos (ramos ladrões e folhas jovens). A hipótese do presente trabalho é de que plantas de crescimento semi-determinado possuem um balanço ótimo entre desenvolvimento vegetativo e reprodutivo e, consequentemente, um aumento da produtividade. Alem disso, considerando que um melhor balanço vegetativo-reprodutivo pode significar uma relação ótima entre órgãos que gastam água e ao mesmo tempo produzem fotoassimilados (folhas maduras) e aqueles que praticamente só gastam água (folhas jovens e brotações), também será considerado o possível impacto do crescimento semi-determinado na eficiência do uso da água (EUA). Para testar tal hipótese, iremos caracterizar o balanço vegetativo-reprodutivo e seu impacto na produtividade e EUA em genótipos dos três hábitos de crescimento em um mesmo background genético, a cultivar Micro-Tom (MT). A relevância do presente projeto reside na possibilidade de se estabelecer um paradigma para aumento de produtividade agrícola de modo sustentável (economizando água), o qual poderá ser incorporado na produção comercial de tomateiro ou mesmo se estender para outras importantes culturas de crescimento simpodial (e.g. algodão e soja).

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
VICENTE, MATEUS HENRIQUE; ZSOEGOEN, AGUSTIN; LOPO DE SA, ARIADNE FELICIO; RIBEIRO, RAFAEL V.; PERES, LAZAR E. P. Semi-determinate growth habit adjusts the vegetative-to-reproductive balance and increases productivity and water-use efficiency in tomato (Solanum lycopersicum). Journal of Plant Physiology, v. 177, p. 11-19, APR 1 2015. Citações Web of Science: 12.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
VICENTE, Mateus Henrique. Regulação do balanço vegetativo-reprodutivo pelo crescimento semi-determinado em tomateiro (Solanum lycopersicum L. cv Micro-Tom) e seu impacto na produtividade e eficiência no uso da água. 2013. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Piracicaba.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.