Busca avançada
Ano de início
Entree

Frequência da Síndrome da Apneia-Hipopneia obstrutiva do sono em pacientes em programação para cirurgia bariátrica

Processo: 11/18181-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2012
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Pesquisador responsável:Silke Anna Theresa Weber
Beneficiário:Leandro Ortega Brandão
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Obesidade   Otorrinolaringologia

Resumo

INTRODUÇÃO: A Síndrome da Apnéia e Hipopnéia Obstrutiva do Sono (SAOS) resulta do colabamento parcial ou completo, intermitente, das vias aéreas superiores durante o sono, associado a roncos, períodos de apnéia e fragmentação do sono. Um fator de risco importante para o seu desenvolvimento é a obesidade, sendo considerado o fator reversível mais importante na patogênese de SAOS. Estima-se uma incidência de SAOS de 2 - 4% na população adulta geral, mas que chega a 60% na população obesa. No Brasil, dados do IBGE (2008 - 2009) mostraram que na população brasileira acima de 20 anos de idade a prevalência de indivíduos acima do peso (IMC > 25) já atinge 50%. Já a obesidade (IMC > 30) foi encontrada em 12,5 % dos homens e 16,9 % das mulheres. Apesar de ser consenso pela Academia Americana de Medicina do Sono que todo pré-operatório de cirurgia bariátrica deve ser submetido a uma avaliação de screening de SAOS, ainda não é rotina em todos os serviços. São considerados métodos de screening dois questionários validados para o Brasil que estimam o risco de um indivíduo ter ou não SAOS: Escala de Epworth (sonolência diurna), e questionário de Berlin (chance de SAOS); uma avaliação objetiva é o exame de polissonografia de noite inteira ou o de monitorização cardiorespiratória noturna de pelo menos seis canais (poligrafia). A Faculdade de Medicina de Botucatu-UNESP consolidou e ampliou o seu programa de cirurgia bariátrica, com um número crescente de pacientes aguardando o procedimento. Surgiu a necessidade da avaliação dos métodos de screening para a comorbidade SAOS. OBJETIVOS: O objetivo deste trabalho é avaliar a frequência da Síndrome da Apneia-Hipopnéia Obstrutiva do Sono (SAOS) em indivíduos obesos em programação de cirurgia bariátrica através de métodos de screening por questionário e por poligrafia. MÉTODOS: Estudo transversal, aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa, protocolo nº 297/10. Serão convidados pacientes adultos, de ambos os sexos, aguardando cirurgia bariátrica segundo os critérios estabelecidos pela Disciplina de Gastrocirurgia. Os pacientes serão avaliados quanto à presença ou não de sonolência diurna excessiva (Escala de Epworth) e a chance de SAOS através do questionário de Berlin. Os entrevistados serão convocados para realizar poligrafia noturna. Através poligrafia serão obtidos os índices de apnéia e hipopnéia por hora (IAH), índice de apnéias (IA), índice de hipopnéias (IH), índice de apnéia central (IAC), índice de apnéias obstrutivas (IAO), índice de dessaturações, saturação da oxihemoglobina média e mínima. Os dados obtidos serão descritos individualmente. Será calculada a chance de apresentar SAOS. A correlação entre o screening positivo do questionário e o diagnóstico poligráfico de SAOS será realizado pelo teste de Spearman, adotando uma significância de 5%.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.