Busca avançada
Ano de início
Entree

Fumo em ratas grávidas: efeito sobre a ontogênese renal e angiogênese na prole.

Processo: 11/17016-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2012
Vigência (Término): 31 de julho de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Jose Antonio Rocha Gontijo
Beneficiário:Daniel Bueno Block
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Gravidez   Função renal   Ontogenia   Fumo   Desenvolvimento fetal

Resumo

O ambiente em que vivemos tem grande influência no desenvolvimento e na vida adulta do feto, sendo que a alimentação ou o tabagismo vêem como hábitos e estilo de vida que estão diretamente relacionados a modificações na organogênese fetal. O tabagismo é um dos fatores de maior preocupação das autoridades em saúde, devido ao crescente número de fumantes, os problemas causados pelo cigarro e a incidência de gestantes com este hábito. Vários estudos tratam dos efeitos danosos do cigarro no organismo de gestantes e no desenvolvimento do feto, tais como hipertensão, doenças vasculares, isquemias, aborto espontâneo, morbidade, retardo no crescimento fetal, entre outros. A inalação de monóxido de carbono (CO) pelas gestantes, através do cigarro, causa no feto um estado de hipóxia que pode ser, muitas vezes, fatal. Em resposta a este déficit de oxigênio alguns mecanismos fisiológicos podem ser observados, como: o aumento do hormônio endógeno eritropoietina (EPO) que regula a oxigenação nos tecidos, induzindo a eritropoiese. O fator induzível por hipóxia (HIF 1) atua na regulação da EPO e na angiogênese, viabilidade e proliferação celular entre outras funções. Fator de crescimento endotelial (VEGF) tem na hipóxia um dos principais estímulos a sua expressão, sendo este o mais importante mediador do desenvolvimento vascular renal, principalmente do sistema vascular glomerular. Como exposto acima, este trabalho objetiva analisar o efeito do fumo, em ratas grávidas, na ontogênese e formação vascular renal da prole correlacionando estes achados à expressão de EPO, HIF-1 e VEGF, à evolução pressórica e aos aspectos morfológicos e funcionais do rim.Palavras chave: Fumo, Função Renal, Gravidez.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BLOCK, DANIEL B.; MESQUITA, FLAVIA F.; DE LIMA, IZE P.; BOER, PATRICIA A.; GONTIJO, JOSE A. R. Fetal Kidney Programming by Maternal Smoking Exposure: Effects on Kidney Structure, Blood Pressure and Urinary Sodium Excretion in Adult Offspring. NEPHRON, v. 129, n. 4, p. 283-292, 2015. Citações Web of Science: 6.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
BLOCK, Daniel Bueno. Fumo em ratas grávidas. 2013. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Faculdade de Ciências Médicas Campinas, SP.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.