Busca avançada
Ano de início
Entree

"análise comparativa da resposta imune inata de ouriços-do-mar tropicais Lytechinus variegatus e Echinometra lucunter frente ao aquecimento global"

Processo: 12/00141-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2012
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Fisiologia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:José Roberto Machado Cunha da Silva
Beneficiário:Douglas Amaral dos Santos
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/15612-6 - Análise comparativa da resposta imune inata de ouriços-do-mar tropicais Lytechinus variegatus e Echinometra lucunter frente ao aquecimento global, AP.R
Assunto(s):Citoesqueleto   Aquecimento global   Movimento celular

Resumo

A avaliação da resposta imune inata de ouriços-do-mar frente ao estresse térmico é de grande importância já que a literatura demonstra que o aumento da temperatura do oceano, em conseqüência do aquecimento global, contribui para a maior suscetibilidade de organismos marinhos a doenças. Nas etapas iniciais do presente projeto observou-se que o aumento da temperatura modulou a resposta imune inata de ouriços-domar de forma distinta nas espécies: S. neumayeri e L. variegatus. Observou-se maior capacidade germicida de amebócitos fagocíticos desafiados com leveduras nas temperaturas elevadas (2 e 25ºC para espécie antártica e tropical respectivamente) no período agudo em ambas as espécies. Com relação a capacidade fagocítica observou-se aumento para a espécie antártica em 2ºC no período agudo e diminuição para a espécie tropical na temperatura de 30ºC em todos os períodos de tempo analisados. Diante desses resultados nos perguntamos: 1- Qual seria o efeito do aumento da temperatura em ouriços-do-mar da espécie Echinometra lucunter, já que esta espécie também habita o litoral do Estado de São Paulo? 2- Quais mecanismos celulares estariam envolvidos na fagocitose dos ouriços das espécies E. lucunter e L. variegatus e como esses mecanismos responderiam a diferentes temperaturas? 3- Estariam outros mecanismos da resposta imune inata, como fatores humorais envolvidos no estresse térmico? 4- Caso os fatores humorais estejam presentes em ambas as espécies, como estes responderiam frente ao aquecimento da água?