Busca avançada
Ano de início
Entree

Fisiologia e potencial industrial de linhagens de Saccharomyces cerevisiae isoladas da biodiversidade brasileira

Processo: 11/18132-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2012
Vigência (Término): 31 de março de 2013
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Química - Processos Industriais de Engenharia Química
Convênio/Acordo: Vale-FAPEMIG-FAPESPA
Pesquisador responsável:Andreas Karoly Gombert
Beneficiário:Carolina Bellão
Instituição-sede: Escola Politécnica (EP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Empresa:Universidade de São Paulo (USP). Escola Politécnica (EP)
Vinculado ao auxílio:10/51318-2 - Fisiologia e potencial industrial de linhagens de Saccharomyces cerevisiae isoladas da biodiversidade brasileira, AP.BIOEN.PITE
Assunto(s):Etanol   Leveduras   Microbiologia industrial   Biotecnologia   Saccharomyces

Resumo

Apesar de ser o organismo vivo mais empregado em processos biotecnológicos e também o eucarioto mais bem estudado, a levedura Saccharomyces cerevisiae ainda não tem o seu habitat natural bem caracterizado. Linhagens indígenas desta levedura serão isoladas de ecossistemas de Mata Atlântica pelo grupo de pesquisa do Prof. Dr. Carlos A. Rosa, da Universidade Federal de Minas Gerais, que vai também realizar uma caracterização molecular e filogenética destas novas linhagens. Em função destas características e de uma triagem baseada em experimentos simples de fermentação, algumas linhagens de interesse serão escolhidas e empregadas no presente projeto. Será realizada uma caracterização fisiológica quantitativa destas linhagens, com o objetivo de compará-las a dados reportados para linhagens de S. cerevisiae laboratoriais, da indústria de produção de vinho, de cerveja e de bioetanol, cultivadas em condições idênticas. Para isto, as linhagens serão avaliadas tanto em aerobiose plena, como em anaerobiose total, durante o crescimento exponencial ilimitado e durante o estado estacionário de quimiostatos operados a 0,1 h-1, sempre em meio de cultura definido. Finalmente, as novas linhagens indígenas terão seu potencial industrial avaliado, o que será realizado em meio de cultura industrial (caldo de cana e melaço), durante o crescimento exponencial em biorreator em aerobiose plena e também num sistema que mimetiza a produção industrial de bioetanol, em processo descontínuo-alimentado, com reciclo de células e tratamento ácido das mesmas. Como resultados, espera-se encontrar linhagens com características fisiológicas diferentes daquelas observadas nas linhagens já descritas na literatura e também pretende-se encontrar linhagens com características promissoras para o emprego direto em processos industriais ou como fontes de genes para a futura modificação de leveduras industriais. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.