Busca avançada
Ano de início
Entree

Eficácia do uso de diferentes correntes elétricas na aplicação de sistemas adesivos à dentina

Processo: 11/19704-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2012
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Pesquisador responsável:Mário Alexandre Coelho Sinhoreti
Beneficiário:Fernanda Oranges Teixeira
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Adesivos dentinários   Dentina   Microtração

Resumo

O objetivo neste estudo será avaliar o efeito da aplicação de diferentes correntes elétricas na qualidade do selamento dentinário através da avaliação da resistência de união de sistemas adesivos convencionais e autocondiocionantes em amostras armazenadas em água por 24h. Serão utilizados para o estudo terceiros molares humanos livres de cárie, os quais serão divididos em grupos de acordo com o sistema adesivo e corrente elétrica utilizada (n=5). Serão utilizados dois sistemas adesivos autocondicionantes (Clearfil SE Bond, Kuraray e Adper Easy One, 3M ESPE) e um sistema adesivo convencional (Adper Single Bond 2, 3M ESPE). Cada adesivo será aplicado sob oito diferentes correntes elétricas (0, 5µA, 10µA, 15µA, 20µA, 25µA, 30µA e 35µA) e fotoativados por meio de um LED com irradiância de 800mW/cm2 (UltraLume 5, Ultradent Products, South Jordan, UT, USA). Em seguida, blocos serão confeccionados sobre a dentina usando o compósito restaurador Filtek Z350 XT (3M ESPE) em incrementos de 2mm e fotoativados por 20s. Após, as amostras serão cortadas longitudinalmente em fatias de 1mm e perpendicularmente para a obtenção de palitos de 1mm² e os palitos serão armazenados em água destilada a 37ºC por 24h, sendo posteriormente levadas a uma máquina de ensaios universal (Instron 4411) para o teste de resistência à microtração a uma velocidade de 0,5mm/min. Os padrões de fratura serão analisados e classificados em falha coesiva (dentina/compósito), adesiva ou mista. Os valores de resistência de união serão submetidos à ANOVA com 2 fatores e as médias comparadas pelo teste de Tukey (p< 0,05). (AU)