Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo sobre a relação entre variabilidade individual na sensibilização comportamental e o efeito reforçador condicionado induzidos pelo modafinil em camundongos

Processo: 11/21117-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2012
Vigência (Término): 31 de agosto de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Neuropsicofarmacologia
Pesquisador responsável:Isabel Marian Hartmann de Quadros
Beneficiário:Aline da Costa Soeiro
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Psicobiologia   Sensibilização comportamental   Dopamina   Camundongos

Resumo

A sensibilização comportamental prévia a drogas de abuso pode potencializar os efeitos reforçadores e condicionados das drogas, e aumentar a vulnerabilidade para os comportamentos de busca e consumo. Em estudo anterior o tratamento com modafinil induziu uma importante diferença individual na sensibilização comportamental e sensibilização cruzada com metanfetamina nos camundongos sensibilizados ao modafinil, sugerindo a existência de mecanismos neurobiológicos semelhantes entre essas drogas em animais mais susceptíveis à sensibilização comportamental. O objetivo do estudo será avaliar se há relação entre as diferenças individuais na sensibilização comportamental, os efeitos reforçadores condicionados, e a atividade de neurônios dopaminérgicos induzidos pelo modafinil. Para isso serão utilizados camundongos Suíços machos de 75 dias de idade no início dos experimentos. Na etapa 1 serão padronizados os parâmetros do condicionamento de preferência ao lugar induzido por modafinil. Na etapa 2 será avaliada a relação entre a diferença individual na sensibilização comportamental e a indução, a extinção, a reinstalação e a persistência da resposta de preferência condicionada ao lugar induzida pelo modafinil. A etapa 3 será realizada para estimar a atividade de neurônios dopaminérgicos 1) após a expressão da sensibilização; 2) após o teste de reinstalação da preferência condicionada ao lugar. A hipótese do estudo é que os camundongos sensibilizados estarão mais vulneráveis ou mais sensíveis aos efeitos reforçadores condicionados induzidos pelo modafinil e que os camundongos mais resistentes à sensibilização não apresentarão esta sensibilidade potencializada.