Busca avançada
Ano de início
Entree

Eficiência agronômica da adubação nitrogenada associada à aplicação de ácido húmico em cana-de-açúcar

Processo: 11/21532-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2012
Vigência (Término): 25 de outubro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:Paulo Cesar Ocheuze Trivelin
Beneficiário:José Marcos Leite
Instituição-sede: Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Ureia   Saccharum   Ácido húmico   Eficiência   Fertilizantes nitrogenados

Resumo

A colheita sem queima da cana-de-açúcar promove a formação da palhada que dificulta o manejo da adubação nitrogenada, dificultando a incorporação do fertilizante e facilitando perdas do N no sistema. Existem evidências de que ocorra efeito sinérgico na associação de ácido húmico (AH) e N, devido o AH reduzir a atividade da enzima urease, responsável pela hidrólise da ureia. O objetivo principal deste projeto é o de avaliar a eficiência da fertilização nitrogenada aplicando ureia associada ao AH extraído de turfa. Na avaliação do aproveitamento do N-ureia pela cana-de-açúcar será usada a técnica isotópica com o traçador 15N, por meio de um experimento em condições de campo. Os tratamentos serão doses de AH (0, 150, 300, 450 e 600 L ha-1 ou 5,4; 10,8; 16,2 e 21,6 kg ha-1 equivalente de Carbono Orgânico Total- COT presente no AH), doses de N ureia (0, 25, 50, 75 e 100 kg ha-1 de N) e doses de N ureia associado às doses de AH descritas acima. Adicionalmente, um tratamento controle absoluto, sem adição de N e AH. O delineamento do experimento será em blocos casualizados com seis repetições. O experimento será conduzido durante dois anos, serão avaliados: volatilização de N-NH3 das doses de ureia associadas ou não ao ácido húmico; a produtividade de colmos (TCH), análise tecnológica, extração de nutrientes na colheita final, curva de crescimento de fitomassa e de acúmulo de nutrientes. Serão ainda realizadas cinco amostragens durante o ciclo agrícola da cultura, avaliando o aproveitamento do 15N-ureia pela técnica do traçador isotópico 15N ao longo do tempo. O solo deste ensaio de campo será coletado na camada de 0-10 cm e levado para o laboratório, com o objetivo de avaliar a atividade da enzima urease, taxa de mineralização e nitrificação. Com esses resultados será possível determinar qual a dose de N poderá ser utilizada em cana soca associado ao AH.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
LEITE, JOSE M.; CIAMPITTI, IGNACIO A.; MARIANO, EDUARDO; VIEIRA-MEGDA, MICHELE X.; TRIVELIN, PAULO C. O. Nutrient Partitioning and Stoichiometry in Unburnt Sugarcane Ratoon at Varying Yield Levels. FRONTIERS IN PLANT SCIENCE, v. 7, APR 20 2016. Citações Web of Science: 10.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.