Busca avançada
Ano de início
Entree

Otimização da expressão e purificação do anticorpo recombinante (scFv) contra a toxina termo-lábil (LT) de Escherichia coli enterotoxigênica (ETEC)

Processo: 11/24111-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2012
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Roxane Maria Fontes Piazza
Beneficiário:Danielle Dias Munhoz
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Testes imunológicos

Resumo

Linhagens de Escherichia coli diarreiogênica tem grande importância epidemiológica, pois são responsáveis por diversos episódios de diarreia aguda, principalmente em crianças de países em desenvolvimento. Dentre as E. coli diarreiogênicas, podemos citar a enterotoxigênica (ETEC), produtora da toxina termo-lábil (LT) e da toxina termo-estável (ST), um dos patótipos de E. coli diarreiogênicas mais freqüentes. Nesse sentido, o diagnóstico é essencial, a fim de evitar possíveis surtos e determinar o melhor método de tratamento. Os ensaios imunossorológicos apresentam diversas vantagens quando comparados a outros métodos de detecção, como alta especificidade, sensibilidade, fácil preparação da amostra, fácil execução, além da rápida obtenção dos resultados. Anticorpos gerados a partir da resposta imune natural ou através de imunização (policlonais) apresentam-se como uma mistura de moléculas com diferentes afinidades e especificidades, sendo produzidos em quantidades limitadas. Já os anticorpos monoclonais quando comparados com os anticorpos policlonais, apresentam homogeneidade, alta especificidade e são produzidos ilimitadamente, porém, necessitam de uma cultura de células especializadas e um extensivo envolvimento de tempo e trabalho. A engenharia genética tem sido utilizada para obtenção de anticorpos recombinantes, com o intuito de manter a homogeneidade e a especificidade dos anticorpos monoclonais, aliados à produção em larga escala com baixo custo e o desenvolvimento de construções que mantenham ou aperfeiçoem as propriedades funcionais de um anticorpo. Atualmente é possível a produção de proteínas recombinantes como fragmentos de anticorpos, utilizando diferentes sistemas de expressão para obtê-los. Uma das metodologias mais utilizadas é a clonagem dos domínios variáveis das cadeias leve (CL) e pesada (CP) da imunoglobulina fusionados a um ligante flexível, que permite a correta interação entre os domínios e a preservação do sítio de ligação ao antígeno, denominadas ScFv (Single Chain Variable Fragment). Partindo-se da premissa na limitação da produção de anticorpos policlonais e do extensivo envolvimento de tempo e trabalho na produção de anticorpos monoclonais surgiram os objetivos do presente trabalho que consiste na otimização da expressão e purificação da construção do ScFv pMST3-LT para sua utilização como ferramenta no imunodiagnóstico de ETEC.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
OZAKI, CHRISTIANE Y.; SILVEIRA, CAIO R. F.; ANDRADE, FERNANDA B.; NEPOMUCENO, ROBERTO; SILVA, ANDERSON; MUNHOZ, DANIELLE D.; YAMAMOTO, BRUNO B.; LUZ, DANIELA; ABREU, PATRICIA A. E.; HORTON, DENISE S. P. Q.; ELIAS, WALDIR P.; RAMOS, OSCAR H. P.; PIAZZA, ROXANE M. F. Single Chain Variable Fragments Produced in Escherichia coli against Heat-Labile and Heat-Stable Toxins from Enterotoxigenic E-coli. PLoS One, v. 10, n. 7 JUL 8 2015. Citações Web of Science: 2.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.