Busca avançada
Ano de início
Entree

Implicações evolutivas da integração morfológica do crânio e mandíbula em Caniformia (Carnivora; Mammalia)

Processo: 11/21674-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2012
Vigência (Término): 05 de janeiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Quantitativa
Pesquisador responsável:Gabriel Henrique Marroig Zambonato
Beneficiário:Fábio de Andrade Machado
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/14295-7 - Modularidade e suas consequências evolutivas, AP.TEM
Bolsa(s) vinculada(s):13/22042-7 - Restrições evolutivas no crânio de Caniformes (Carnivora), BE.EP.DR
Assunto(s):Morfologia animal   Crânio   Morfometria

Resumo

Diferenças no padrão de integração fenotípica podem influenciar direta ou indiretamente a atuação da seleção natural, afetando padrões macroevolutivos de uma linhagem. No presente projeto proponho a investigação da ação da magnitude da integração morfológica do crânio sob a diversificação fenotípica em Caniformia, um grupo fenotipicamente e ecologicamente diversificado, empregando técnicas morfometrias, genética quantitativa e analises filogenéticas comparativas. Assim, objetivo avaliar se é possível prever padrões de diversificação e ocupação do espaço fenotípico a partir de padrões de integração morfológica. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Tamanduaí não tem uma única espécie, mas pelo menos sete 
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.