Busca avançada
Ano de início
Entree

EFICIÊNCIA DE USO DA ÁGUA E RESPOSTAS MORFOLÓGICAS E FISIOLÓGICAS DA CULTURA DO PINHÃO MANSO (Jatropha curcas L.) EM CONDIÇÕES IRRIGADAS E DE DÉFICIT HÍDRICO

Processo: 11/19005-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2012
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Engenharia Agrícola - Engenharia de Água e Solo
Pesquisador responsável:Marcos Vinícius Folegatti
Beneficiário:Cícero Renê Almeida Barboza Júnior
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Estresse hídrico   Biocombustíveis   Jatropha curcas

Resumo

Muito se tem discutido a respeito de matérias-primas alternativas em substituição aos combustíveis fósseis. Uma dessas alternativas, que surge como um excelente produtor de óleo não comestível, adaptado ao clima tropical do Brasil é o pinhão manso, no entanto a falta de critérios técnicos e econômicos que suportem as recomendações para uma cultura "com domínio tecnológico", ainda constitui limitação para a recomendação do cultivo desta oleaginosa como matéria-prima do biodiesel a curto, médio e longo prazos nas diversas regiões do Brasil. Não existem cultivares definidas e também há grande necessidade de definição dos passos tecnológicos para a composição de pelo menos dois sistemas de produção para esta cultura, um para condições de sequeiro e outro para condições irrigadas. Deste modo a proposta desse estudo tem por objetivos avaliar as características morfológicas e respostas fisiológicas da Jatropha conduzida sob déficit hídrico e sob irrigação plena, bem como avaliar a eficiência do uso da água, a resposta estomática em função da disponibilidade hídrica, determinar o consumo hídrico e proporcionar o desenvolvimento de uma base sólida de conhecimentos que darão subsídios para que esta cultura se estabeleça como uma das opções na matriz bioenergética limpa e renovável a qual o país busca. O projeto será desenvolvido no Departamento de Engenharia de Biossistemas da ESALQ-USP que conta com toda a infra-estrutura e equipamentos necessários para atingir os objetivos propostos.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)