Busca avançada
Ano de início
Entree

Exploração da imunologia de mucosas na prospecção de um protótipo de vacina para infecções geniturinárias: direcionando a resposta imune para a próstata - estudo pré-clínico

Processo: 11/19288-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2012
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Citologia e Biologia Celular
Pesquisador responsável:Hernandes Faustino de Carvalho
Beneficiário:Juliete Aparecida Francisco da Silva
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:09/16150-6 - Regulação androgênica, sinalização e interações celulares no desenvolvimento, fisiologia e regressão prostática, AP.TEM
Assunto(s):Vacinas   Próstata

Resumo

A próstata é uma glândula acessória do aparelho reprodutor masculino, responsável pela produção e armazenamento do líquido prostático, que é eliminado juntamente com os demais componentes do sêmen durante a ejaculação. Muito se sabe sobre a anatomia e fisiologia prostática, porém, a composição, distribuição e função específica das células do sistema imune nesta glândula, assim como sua variação em diferentes situações fisiológicas e patológicas é um capítulo pouco explorado da resposta imune inata e adaptativa. A existência de infecções do trato geniturinário e doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) podem predispor o paciente e até mesmo ser as responsáveis pelo início de várias complicações patológicas que afetam a próstata, sendo que a inflamação prostática pode desencadear o desenvolvimento de outras doenças prostáticas, principalmente a hiperplasia benigna e o câncer. Desta forma os objetivos deste trabalho são: mapear e quantificar as células do sistema imune inato e adaptativo na próstata sadia; utilizar a imunologia de mucosas para avaliar se o estímulo oral é eficiente para aumentar o nível de IgA secretória e IgG na próstata e sistêmico em comparação com a imunização nasal; e desenvolver uma possível vacina que previna contra infecções prostáticas e que futuramente possa ser direcionada para células tumorais.