Busca avançada
Ano de início
Entree

Sistemática filogenética, revisão taxonômica e análise citogenética do gênero Koellensteinia Rchb. f. (Orchidaceae)

Processo: 11/08308-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2012
Vigência (Término): 10 de fevereiro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Taxonomia Vegetal
Pesquisador responsável:Fábio de Barros
Beneficiário:Climbiê Ferreira Hall
Instituição-sede: Instituto de Botânica. Secretaria do Meio Ambiente (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):13/19124-1 - Sistemática filogenética, revisão taxonômica e análise citogenética do gênero Koellensteinia Rchb. f. (Orchidaceae), BE.EP.DR
Assunto(s):Citogenética   Filogenia   Orchidaceae   Botânica (classificação)

Resumo

O gênero Koellensteinia Rchb. f. (Orchidaceae) possui cerca de 17 espécies distribuídas pela América do Sul, com centro de dispersão no Brasil. O grupo possui diversas incertezas taxonômicas relacionadas à delimitação de suas espécies e, até mesmo, circunscrição do próprio gênero. Estudos filogenéticos recentes indicam que Koellensteinia não compõe um grupo monofilético, e sua relação com gêneros próximos como Aganisia, Paradisanthus e Otostylis ainda é incerta. Este projeto tem como objetivos principais fazer uma revisão taxonômica de Koellensteinia e elaborar uma hipótese filogenética para o grupo, numa tentativa de esclarecer as relações evolutivas do gênero dentro da subtribo Zygopetalinae. Além disso, o número cromossômico das espécies utilizadas será determinado e a evolução cariotípica do grupo será discutida num contexto filogenético. As amostras serão coletadas no Brasil principalmente nas regiões Norte, Nordeste e Sudeste, além de coletas na Bolívia, Colômbia, Equador, Peru e Venezuela. O DNA dos espécimes será extraído a partir de folhas frescas ou desidratadas em sílica-gel. Numa primeira fase do trabalho serão utilizadas regiões de DNA previamente analisadas para outros gêneros dentro da subtribo Zygopetalinae (ITS, matK e trnL-F), para que a posição de Koellensteinia dentro da subtribo seja esclarecida. Serão realizados testes com regiões nucleares e plastidiais com taxas de mutação mais elevadas para que as relações evolutivas infragenéricas sejam esclarecidas. As sequências obtidas serão devidamente depositadas no GenBank. As análises filogenéticas serão realizadas, a partir das sequências alinhadas, pelos métodos da parcimônia e bayesiano. Paralelamente às análises filogenéticas será realizada a análise citogenética. Para isso, serão coletadas pontas de raiz, que sofrerão pré-tratamento com solução de 8-hidroxiquinoleína 0,002 M (8-Hq), sendo posteriormente esmagadas sobre lâmina, coradas com Giemsa e observadas sobre microscópio para contagem cromossômica. (AU)