Busca avançada
Ano de início
Entree

Cinética de cristalização quiescente, induzida por fluxo e na moldagem por injeção de nanocompósitos de PEAD com nanoargilas de diferentes geometrias

Processo: 11/23463-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2012
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2013
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Rosario Elida Suman Bretas
Beneficiário:Antonio Cappelletti Ferreira
Instituição-sede: Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:06/61008-5 - Sistemas poliméricos nanoestruturados: processamento e propriedades, AP.TEM
Assunto(s):Polímeros (materiais)   Nanocompósitos   Moldagem por injeção   Polietileno

Resumo

A presença de nanopartículas em uma matriz polimérica irá afetar a cinética de cristalização e o desenvolvimento da microestrutura nos nanocompósitos e, consequentemente, as suas propriedades físico-químicas finais. As nanopartículas podem afetar tanto a taxa de nucleação e crescimento dos cristais, como o seu tamanho e perfeição e também o tipo de fase cristalina. Os estudos de cinética de cristalização são geralmente realizados em condições controladas e regime permanente de temperatura, gradientes de temperatura e deformação. Porém, sabe-se que a maioria dos processos de transformação destes materiais (principalmente a moldagem por injeção) envolve condições não permanentes de temperatura, gradientes de temperatura e deformação. Em alguns nanocompósitos, por exemplo, os dados de cinética de cristalização obtidos em condições controladas e em regime permanente são bem diferentes dos obtidos em condições não permanentes.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.