Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação espacial e sazonal da estrutura da comunidade fitoplanctônica e ficoperifítica em reservatórios de diferentes estados tróficos (sub-bacia do alto Rio Tietê, São Paulo, SP)

Processo: 11/24000-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2012
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia de Ecossistemas
Pesquisador responsável:Carla Ferragut
Beneficiário:Lucineide Maria Santana
Instituição-sede: Instituto de Botânica. Secretaria do Meio Ambiente (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Reservatórios   Perifiton   Fitoplâncton

Resumo

Dentre os indicadores da qualidade ecológica, o fitoplâncton e ficoperifíton são microrganismos sensíveis e profundamente afetados pelas perturbações ambientais. Mudanças na estrutura das comunidades podem ser preditivas, pois são representativas das condições ambientais. Assim, o conhecimento da biodiversidade e ecologia do fitoplâncton e ficoperifíton pode contribuir para elaboração de modelos mais preditivos da floração algal e/ou eutrofização. Nesse sentido, a presente proposta tem como objetivo integrar informações físicas, químicas e biológicas da água com a estrutura do fitoplâncton e do ficoperifíton, visando à identificação de guildas, grupos funcionais e espécies associadas ao estado trófico. Pretende-se, ainda, identificar o padrão de variabilidade espacial e temporal das comunidades. Foram realizadas amostragens à montante e na zona de barragem em épocas de seca e chuva. A amostragem na coluna d'água foi definida, primordialmente, pelo regime de mistura e, secundariamente, pelo regime de luz, conforme protocolo de amostragem do projeto maior. Foram analisadas variáveis físicas, químicas e biológicas da água. No ficoperifíton e fitoplâncton serão avaliadas a composição de espécies, densidade e biovolume algal, índices biológicos e grupos funcionais. A proposta é pioneira para o país quanto à abordagem conjunta das comunidades algais em diferentes habitats (perifíton e fitoplâncton) e escalas, como a escala local (região litorânea e pelágica), temporal (seca e chuva) e espacial (bacia), com vistas à bioindicação. Pretende-se contribuir para o melhor entendimento da biodiversidade e ecologia fitoplâncton e ficoperifíton de regiões tropicais, bem como de sua utilização no diagnóstico da qualidade ecológica de reservatórios, particularmente nos reservatórios da Região Metropolitana de São Paulo contemplados pelo projeto temático(Fapesp 2009/53898-9).

Publicações científicas (4)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SANTANA, LUCINEIDE MARIA; NABOUT, JOAO CARLOS; FERRAGUT, CARLA. Taxonomic and functional classifications of phytoplankton in tropical reservoirs with different trophic states. BRAZILIAN JOURNAL OF BOTANY, v. 41, n. 1, p. 91-102, MAR 2018. Citações Web of Science: 0.
SANTANA, LUCINEIDE MARIA; WEITHOFF, GUNTRAM; FERRAGUT, CARLA. Seasonal and spatial functional shifts in phytoplankton communities of five tropical reservoirs. AQUATIC ECOLOGY, v. 51, n. 4, p. 531-543, DEC 2017. Citações Web of Science: 3.
SANTANA, LUCINEIDE MARIA; CROSSETTI, LUCIANE OLIVEIRA; FERRAGUT, CARLA. Ecological status assessment of tropical reservoirs through the assemblage index of phytoplankton functional groups. BRAZILIAN JOURNAL OF BOTANY, v. 40, n. 3, p. 695-704, SEP 2017. Citações Web of Science: 4.
LUCINEIDE MARIA SANTANA; CARLA FERRAGUT. Structural changes of the phytoplankton and epiphyton in an urban hypereutrophic reservoir. Acta Limnol. Bras., v. 28, p. -, 2016.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.