Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudos funcionais da imunidade inata da paracoccidioidomicose humana como uma abordagem para revelar uma imunodeficiência primária nova

Processo: 11/51875-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2012
Vigência (Término): 30 de junho de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Antonio Condino Neto
Beneficiário:Lena Friederike Schimke
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Paracoccidioidomicose

Resumo

A paracoccidioidomicose (PCM) é uma micose sistêmica endêmica na América Latina causada pelo fungo Paracoccidioides brasiliensis sendo clinicamente caracterizada por lesões granulomatosas, principalmente se manifestando nos pulmões a qual pode posteriormente se disseminar para outros órgãos, como mucosa, pele e linfonodos. Entretanto existem indivíduos infectados com P. brasiliensis que nunca desenvolvem a doença e os mecanismos subjacentes responsáveis pela susceptibilidade ou resistência a PCM permanecem por ser esclarecidos. A causa monogênica de mais de 100 imunodeficiências primárias (PID) são conhecidas gerando um melhor entendimento a respeito dos mecanismos imunológicos relativos a susceptibilidade a diferentes fungos. Geralmente os pacientes com PID são suscetíveis a uma variedade de patógenos, incluindo fungos, contudo defeitos congênitos do sistema imune resultando na Suscetibilidade Mendeliana a Doenças Micobacterianas, candidíase mucocutânea crônica, e outras, indicam que os defeitos congênitos da imunidade também pode resultar em susceptibilidade restrita a patógenos específicos. Embora PCM não tem sido comumente associado a PID, os dois primeiros pacientes com PCM e PIDs relatados na literatura são Brasileiros: um , com deficiência no subunidade beta-1 do receptor da IL-12/IL-23 e outro com a deficiência de CD40L. Falhas na resposta imune de fagócitos e células dendríticas foram encontrados, no último, em um projeto em andamento em nosso laboratório (FAPESP, 2006/52483-1, 2008/58800-4). Isto levou-nos a investigar defeitos da imunidade inata em pacientes com PCM. Possivelmente nosso objetivo de desenvolver o conhecimento sobre os mecanismos de defesa contra o P. brasiliensis possa revelar mutações em genes associados com PIDs previamente descritas ou descobrir novos genes associados com a susceptibilidade PCM como conseqüência de uma suscetibilidade mendeliana a paracoccidioidomicose (MSPD). (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.