Busca avançada
Ano de início
Entree

A "nova classe média" vai ao paraíso?

Processo: 11/23106-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2012
Vigência (Término): 31 de agosto de 2015
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Sociologia - Outras Sociologias Específicas
Pesquisador responsável:Leda Maria Paulani
Beneficiário:Ludmila Costhek Abílio
Instituição-sede: Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:08/57112-7 - Política e classes sociais no capitalismo neoliberal, AP.TEM
Assunto(s):Sociologia econômica   Classe média   Motoboys   Estratificação social

Resumo

O período das duas gestões do governo Lula apresentou uma significativa mudança na composição da estratificação por renda da sociedade brasileira. A redução dos índices de pobreza possibilita hoje a referência a uma "nova classe média", definida pelo engrossamento da chamada "Classe C". Este projeto de pesquisa junta-se aos escassos estudos que relativizam esta definição de "nova classe média" (tais como SOUZA, 2010 e QUADROS, 2008a e 2008b). Propõe-se a investigação da mobilidade social brasileira, e, mais especificamente, da constituição desta "nova classe média" - tal como vem sendo apresentada - tendo-se como objetivos principais: pesquisar a mudança na estratificação por rendimentos na sua relação com a exploração do trabalho; investigar a consolidação de um discurso dominante sobre o atual desenvolvimento brasileiro tanto no mainstream acadêmico quanto nos discursos oficiais do governo, tendo-se como questão o desaparecimento do trabalho como elemento central na definição e reconhecimento das classes sociais. A pesquisa se realiza em três frentes: revisão bibliográfica sobre a definição teórica de classe média; levantamento das publicações acadêmicas e de governo sobre a chamada "nova classe média" e suas contraposições; pesquisa empírica com os motoboys na cidade de São Paulo, os quais hoje compõem parte da categoria de trabalhadores "condutores de veículos sobre rodas, responsáveis pela distribuição de mercadorias", a qual está entre as principais ocupações do estrato definido como "classe C" ou "nova classe média".