Busca avançada
Ano de início
Entree

Revisão taxonômica da família Gymnuridae (Chondrichthyes: Myliobatoidei)

Processo: 11/23759-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2012
Vigência (Término): 30 de novembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Taxonomia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Marcelo Rodrigues de Carvalho
Beneficiário:Leandro Yokota
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):14/05247-7 - Revisão taxonômica da família Gymnuridae (Chondrichthyes: Myliobatoidei), BE.EP.PD   13/06999-0 - Revisão taxonômica da família Gymnuridae (Chondrichthyes: Myliobatoidea), BE.EP.PD   12/09620-9 - Revisão taxonômica da família Gymnuridae (Chondrichthyes: Myliobatoidei), BE.EP.PD
Assunto(s):Análise multivariada   Sistemática   Elasmobrânquios   Zoologia (classificação)

Resumo

As raias da família Gymnuridae são marinhas, demersais e costeiras de distribuição global em três grandes regiões geográficas: Índico e Indo-Pacífico, Pacífico Leste e Atlântico (incluindo o Mar Mediterrâneo). Embora as raias-borboleta sejam facilmente distinguidas de outros batóideos, seus representantes apresentam grande similaridade morfológica e, ao mesmo tempo, consideráveis variações intraespecíficas, o que tem conduzido a certa confusão taxonômica em nível genérico e específico dentro da família. Atualmente a família é representada por dois gêneros e entre 10 e 13 espécies validas (de cerca de 25 espécies nominais disponíveis), contudo a validade do gênero Aetoplatea é questionada. No geral as espécies apresentam apenas descrições breves e superficiais, e incertezas taxonômicas na identificação e distinção destas são comuns. Existem espécies de validade questionada, e provavelmente, populações que vem sendo tratadas como a mesma espécie mas que na verdade podem ser unidades taxonômicas distintas, bem como populações tidas como unidades taxonômicas distintas que podem se tratar da mesma espécie. O presente estudo visa a revisão taxonômica da família Gymnuridae, através de técnicas de análise multivariada e técnicas investigativas morfológicas (análise de características morfométricas, merísticas e de morfologia comparada do esqueleto, sistema látero-sensorial e musculatura), considerando exemplares representantes das diferentes espécies e provenientes de diferentes regiões geográficas dentro de suas supostas áreas de distribuição. A incerteza em relação ao status taxonômico das espécies limita o desenvolvimento da pesquisa básica que subsidia o gerenciamento das populações e a tomada de medidas de conservação, o que se torna agravante visto a peculiar vulnerabilidade dos representantes da família às pescarias costeiras. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.