Busca avançada
Ano de início
Entree

Política, história e crítica da modernidade: a recepção contemporânea de Walter Benjamin em Michael Löwy e Daniel Bensaid

Processo: 11/23730-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2012
Vigência (Término): 31 de março de 2016
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Sociologia - Outras Sociologias Específicas
Pesquisador responsável:Marcelo Siqueira Ridenti
Beneficiário:Fabio Mascaro Querido
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):13/19447-5 - Política, história e crítica da modernidade: a recepção contemporânea de Walter Benjamin em Michael Löwy e Daniel Bensaïd, BE.EP.DR
Assunto(s):Sociologia da cultura   Walter Benjamin

Resumo

Desde meados da década de 1970, com a expansão das transformações culturais e ideológicas das sociedades capitalistas contemporâneas, as teorias sociais, nos diversos campos das ciências humanas, depararam-se com novos e complexos desafios. A partir de então, consolidou-se uma lógica cultural relativamente nova, que vem alterando as condições de possibilidade das reflexões e dos debates nas ciências sociais. Neste contexto, vão se criando novas possibilidades de leitura, enfim, de recepção dos autores do passado, reinterpretados à luz do presente. A partir da problemática histórico-social da recepção, o objetivo deste projeto é analisar sociologicamente um aspecto específico da trajetória de dois importantes intelectuais que, na fronteira entre as ciências sociais e a filosofia política, são responsáveis por duas das mais originais leituras/recepções contemporâneas de obra de Walter Benjamin: Michael Löwy e Daniel Bensaïd. Segundo a hipótese a ser desenvolvida, a originalidade de suas perspectivas interpretativas pode ser localizada na forma como - através da releitura da obra de Walter Benjamin -, eles se posicionam em face dos debates em torno da temática da crise (e da crítica) da modernidade. O tema da crítica da modernidade é, portanto, uma mediação através da qual - ao expor a "visão social de mundo" comum aos dois intelectuais - se espera estabelecer os vínculos dialéticos entre a análise imanente do texto e a investigação do contexto histórico-social (não apenas como material ilustrativo) em que suas produções teóricas se desenvolvem.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
QUERIDO, Fabio Mascaro. . 2016. Tese de Doutorado - Universidade Estadual de Campinas. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.