Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo quantitativo da infecção por Babesia bovis em bovinos de corte de diferentes grupos genéticos

Processo: 11/23833-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2012
Vigência (Término): 30 de setembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Genética e Melhoramento dos Animais Domésticos
Pesquisador responsável:Henrique Nunes de Oliveira
Beneficiário:Rodrigo Giglioti
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Anticorpos   Reação em cadeia da polimerase via transcriptase reversa quantitativa (qRT-PCR)   Bovinos

Resumo

Será estudado o nível de infecção por Babesia bovis e Babesia bigemina em bovinos de corte, naturalmente infestados pelo carrapato Rhipicephalus (Boophilus) microplus. Serão usados 200 bovinos de uma raça taurina e 200 mestiços taurino-zebuíno. De cada animal serão contados todos os carrapatos presentes do lado direito do corpo. Serão feitas três contagens de carrapatos com intervalos de 15-20 dias, para se avaliar a média de infestação por animal. Simultaneamente à ultima contagem de carrapatos serão colhidas amostras de sangue venoso, para extração de DNA e sorologia. O DNA será extraído de amostras de sangue colhidas com anticoagulante EDTA e serão usadas para avaliar a intensidade da infecção por B. bovis e B. bigemina, por meio das reações de PCR quantitativo (qPCR). Amostras de sangue colhidas sem anticoagulante serão usadas para os testes sorológicos, que medirão os títulos de anticorpos específicos contra as babesias, usando o teste de Elisa. Será verificada a ocorrência de associação entre o nível de infestação por carrapatos, nível de infecção por babésias e título de anticorpos nos animais dos diferentes grupos genéticos e faixa etária.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GIGLIOTI, RODRIGO; OLIVEIRA, HENRIQUE NUNES; GUARATINI LBELLI, ADRIANA MERCIA; BILHASSI, TALITA BARBAN; NEO, THALITA ATHIE; SANTANA, CLARISSA HELENA; RABELO, MARCIO DIAS; MACHADO, ROSANGELA ZACARIAS; DE SOUZA CHAGAS, ANA CAROLINA; DE SENA OLIVEIRA, MARCIA CRISTINA. Neither quantification by qPCR nor quantitative Elisa can be used to discriminate Angus cattle for resistance/susceptibility to Babesia bovis. TICKS AND TICK-BORNE DISEASES, v. 8, n. 3, p. 335-340, 2017. Citações Web of Science: 2.
GIGLIOTI, R.; OLIVEIRA, H. N.; SANTANA, C. H.; IBELLI, A. M. G.; NEO, T. A.; BILHASSI, T. B.; RABELO, M. D.; MACHADO, R. Z.; BRITO, L. G.; OLIVEIRA, M. C. S. Babesia bovis and Babesia bigemina infection levels estimated by qPCR in Angus cattle from an endemic area of Sao Paulo state, Brazil. TICKS AND TICK-BORNE DISEASES, v. 7, n. 5, p. 657-662, 2016. Citações Web of Science: 6.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
GIGLIOTI, Rodrigo. Estudo quantitativo da infecção por Babesia bovis em bovinos de corte de diferentes grupos genéticos. 2013. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.