Busca avançada
Ano de início
Entree

Extrato oleoso de urucum na alimentação de frangos de corte

Processo: 11/23731-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2012
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Nutrição e Alimentação Animal
Pesquisador responsável:José Roberto Sartori
Beneficiário:Fabiana Golin Luiggi
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Colesterol   Oxidação lipídica   Antioxidantes   Urucum   Qualidade da carne   Carotenoides

Resumo

Foram realizados dois experimentos com o objetivo de avaliar a inclusão de extrato oleoso de urucum na dieta de frangos de corte e os efeitos antioxidantes e hipolipidêmicos. Para o primeiro experimento foram utilizados 750 pintos de corte Cobb 500 de um dia de idade. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, com cinco tratamentos e seis repetições cada. Os tratamentos consistiram em níveis de inclusão do extrato oleoso de urucum na ração (0%, 0,714%, 1,428%, 2,142% e 3,571%) visando garantir a inclusão de 0; 0,05%; 0,10%; 0,15% e 0,25% de bixina, uma vez que o extrato oleoso de urucum possui 7% de bixina. Foram avaliadas variáveis de desempenho, saúde e qualidade de carne. Os dados foram submetidos à análise de variância (ANOVA) complementada pelo teste de Tukey (± = 5%) e análises de regressão polinomial. Foi utilizado o programa estatístico Minitab 16. O segundo experimento consistiu em dois estudos. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, disposto em fatorial 3x2+2 com oito tratamentos e cinco repetições. Os tratamentos foram constituídos de: 1) dieta basal (DB) com inclusão de óleo de soja fresco (OF); 2) DB com inclusão de óleo de soja oxidado (OO); 3) DB + 0,714% de extrato oleoso de urucum (EOU) + OF; 4) DB + 0,714% de EOU + OO; 5) DB + 1,428% de EOU + OF; 6) DB + 1,428% de EOU + OO; 7) DB + OF +BHT (controle positivo 1); e 8) DB + OO + BHT (controle positivo 2). O extrato oleoso de urucum possui 7% de bixina, o que representa inclusão de 0,05% de bixina nos tratamentos 3 e 4 e 0,10% de bixina nos tratamentos 5 e 6. Para o primeiro estudo (ensaios de metabolismo) foram alojados 240 pintos em dois ensaios com 120 pintos cada e, para o segundo experimento (desempenho, saúde e qualidade de carne), 1000 pintos foram utilizados. Os dados foram submetidos à análise de variância (ANOVA) sendo complementada pelo teste de Tukey (± = 5%). Para comparação das médias dos controles com o fatorial foi utilizado o teste de Dunnet (± = 5%). As análises foram realizadas utilizando-se o programa estatístico Minitab 16.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
LUIGGI, Fabiana Golin. Extrato oleoso de urucum na alimentação de frangos de corte. 2015. 154 f. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.