Busca avançada
Ano de início
Entree

Condicionantes hidro-climáticas e resposta da dinâmica de nitrogênio e carbono em uma área de caatinga, Pernambuco

Processo: 12/01138-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2012
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2015
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Laura de Simone Borma
Beneficiário:Karinne Reis Deusdará Leal
Instituição-sede: Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (Brasil). São José dos Campos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:09/52468-0 - Impactos de mudanças climáticas sobre a cobertura e uso da terra em Pernambuco: geração e disponibilização de informações para o subsídio a políticas públicas, AP.PFPMCG.TEM
Assunto(s):Caatinga   Ciclo hidrológico   Biogeoquímica   Solos   Mudança climática

Resumo

A umidade do solo possui papel fundamental nos processos de ciclagem biogeoquímica do nitrogênio e outros nutrientes. Além de controlar a produtividade primária, a umidade do solo afeta a atividade microbiana, determinando a velocidade da ciclagem biogeoquímica e, em última instância, a disponibilidade do nitrogênio e outros nutrientes. Em ambientes áridos e semi-áridos, as temperaturas são elevadas, a precipitação é escassa e a disponibilidade de água é baixa e altamente variável no espaço e no tempo. As consequências desse padrão de comportamento hidro-climático sobre a ciclagem de nutrientes nesses ambientes ainda não estão completamente entendidas. Sabe-se também que, não somente a precipitação, mas outras forçantes climáticas, tais como a radiação e a ação dos ventos, podem influenciar a ciclagem biogeoquímica em ambientes áridos e semi-áridos. O presente projeto visa examinar os efeitos das várias forçantes hidro-climáticas (e.g. precipitação, radiação, temperatura, velocidade do vento, entre outras) sobre a ciclagem biogeoquímica em um ambiente de caatinga. O estudo será realizado no município de São João, Pernambuco, em duas áreas: uma natural e uma antropizada. Serão amostrados o solo e a água, nos compartimentos do seu ciclo (precipitação, precipitação interna, escoamento superficial, água gravitacional e intersticial do solo). A partir dessa amostragem, serão realizadas análises que permitirão delinear a dinâmica de carbono e nitrogênio, caracterizando a transferência das espécies químicas entre o ambiente atmosférico e o terrestre. Além disso, será avaliado o acoplamento entre o ciclo hidrológico e os ciclos biogeoquímicos, permitindo verificar se outros controles abióticos, além da umidade, atuam como forçantes na disponibilidade de nutrientes em ambiente de caatinga. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DEUSDARA, K. R. L.; FORTI, M. C.; BORMA, L. S.; MENEZES, R. S. C.; LIMA, J. R. S.; OMETTO, J. P. H. B. Rainwater chemistry and bulk atmospheric deposition in a tropical semiarid ecosystem: the Brazilian Caatinga. Journal of Atmospheric Chemistry, v. 74, n. 1, p. 71-85, MAR 2017. Citações Web of Science: 3.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.