Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo longitudinal da saúde auditiva do adulto (ELSAA)

Processo: 12/04572-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de abril de 2012
Vigência (Término): 31 de agosto de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fonoaudiologia
Pesquisador responsável:Alessandra Giannella Samelli
Beneficiário:Raquel Fornaziero Gomes
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/10186-9 - Estudo longitudinal da saúde auditiva do adulto (ELSAA), AP.R
Assunto(s):Audiologia   Audição   Presbiacusia   Doença crônica

Resumo

A identificação dos fatores de risco para as alterações auditivas é fundamental, já que permite a adequada implementação de procedimentos de saúde pública e, consequentemente, de medidas de prevenção efetivas. Vários são os fatores que podem estar envolvidos ou que podem contribuir para o desenvolvimento de uma perda auditiva ou outras alterações auditivas / vestibulares. Dentre eles, têm-se hipertensão, diabetes mellitus e outras disfunções metabólicas; tabagismo e consumo de álcool; exposição a ruído; presbiacusia; entre outros. Os objetivos deste estudo são avaliar a acuidade auditiva dos participantes bem como sua associação com doenças crônicas e seus fatores de risco; avaliar os fatores de risco para as alterações auditivas ao longo do tempo. A casuística será composta por 1000 participantes do Estudo Longitudinal da Saúde do Adulto - ELSA, de idade entre 35 e 74 anos, com participação voluntária. Em relação aos procedimentos audiológicos, serão realizados: anamnese audiológica, meatoscopia, timpanometria com pesquisa dos reflexos acústicos ipsilaterais e audiometria tonal. O estudo será longitudinal (a cada três anos, durante quinze anos) e a avaliação audiológica será comparada aos outros dados levantados pelo ELSA.