Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência do cromo (Cr) sobre a resposta imunitária relacionada ao estresse de confinamento e manejo pré-abate

Processo: 12/02821-9
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2012
Vigência (Término): 31 de agosto de 2013
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Ecologia dos Animais Domésticos e Etologia
Pesquisador responsável:Cristiane Gonçalves Titto
Beneficiário:Annanda Souza de Figueiredo
Instituição Sede: Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA). Universidade de São Paulo (USP). Pirassununga , SP, Brasil
Assunto(s):Produção animal   Produtividade   Cordeiros   Qualidade da carne   Hepatotoxicidade   Suplementos alimentares para animais   Cromo
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:bem-estar | hepatotoxicidade | Produtividade | qualidade de carne | Etologia e bem-estar animal

Resumo

Este projeto possui como objetivo geral verificar os possíveis efeitos da suplementação alimentar de cordeiros com cromo orgânico sobre desempenho, bem-estar e qualidade de carne. O experimento será realizado no setor de Ovinocultura do Laboratório de Biometeorologia e Etologia da Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos da Universidade de São Paulo (FZEA/USP), situada na cidade de Pirassununga, SP. Serão utilizados 64 cordeiros mestiços Santa Inês X White Dorper, distribuídos em dois grupos no confinamento: grupo controle (Co) e grupo cromo (Cr); que receberá suplementação de 0,6mg de Cromo/kg da dieta na forma de cromo levedura. Durante as pesagens será avaliado o ganho de peso do animal, e nestes mesmos dias será colhido sangue da veia jugular de cada animal para verificar possível hepatotoxicidade do cromo no organismo do animal. Nos 29Ú e 58Ú dia de experimentação será realizado um teste cutâneo de hipersensibilidade retardada utilizando fitohemaglutinina segundo a técnica descrita por Kegley e Spears (1995), para avaliação dos efeitos do cromo sobre a imunidade celular. Já no frigorífico, serão mensurados os pH das carcaças às 1 e 24 horas após o abate, para verificar a qualidade de carne entre os diferentes tratamentos (Co e Cr). As análises estatísticas dos resultados serão realizadas utilizando o PROC GLM e TTEST Procedure (SAS, 2000). Espera-se encontrar relações positivas entre a suplementação com Cromo e o desempenho, bem-estar e qualidade de carne do animal. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)