Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel do sistema renina-angiotensina e do sistema nervoso simpático na hipertensão induzida por dexametasona: efeitos preventivos do exercício físico

Processo: 12/03816-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de março de 2012
Vigência (Término): 30 de abril de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Pesquisador responsável:Sandra Lia do Amaral Cardoso
Beneficiário:Lidiane Moreira de Souza
Instituição-sede: Faculdade de Ciências (FC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/21522-0 - Papel do sistema renina-angiotensina e do sistema nervoso simpático na hipertensão induzida por dexametasona: efeitos preventivos do exercício físico, AP.R
Assunto(s):Sistema musculoesquelético   Músculo esquelético   Exercício físico   Sistema renina-angiotensina   Fisiologia do exercício

Resumo

Atualmente o uso de glicocorticóides sintéticos se faz necessário no tratamento de processos inflamatórios e alergias. No entanto, seu uso crônico pode determinar alterações metabólicas e hemodinâmicas causando diabetes, dislipidemia e hipertensão arterial. Tem sido evidenciado que o excesso de glicocorticóides determina aumento da pressão arterial, no entanto, os mecanismos responsáveis por este efeito ainda não são totalmente esclarecidos. Sabe-se que o sistema renina-angiotensina (SRA) e o simpático participam do desenvolvimento/manutenção da hipertensão essencial no homem e em diferentes modelos experimentais. O exercício aeróbio, por sua vez, tem sido utilizado como coadjuvante no tratamento da hipertensão, uma vez que promove ajustes centrais e periféricos. Demonstramos recentemente que o pré-condicionamento físico atenua os níveis de hipertensão, bem como a hiperglicemia e a hiperinsulinemia subsequentes ao tratamento com dexametasona (Amaral et al, 2010 e Barel et al, 2010). No entanto, quase nada se sabe sobre a participação do SRA e do simpático na hipertensão induzida por dexametasona. São objetivos do presente trabalho investigar se os mecanismos desencadeados pelo exercício aeróbio na atenuação da hipertensão induzida por dexametasona envolvem SRA e/ou o sistema nervoso simpático. Serão utilizados ratos Wistar, sedentários e treinados, tratados ou não com dexametasona. Após a determinação da glicemia de jejum, da pressão arterial basal e da reposta ao hexametônio, os animais serão anestesiados para obtenção e processamento dos músculos esqueléticos e miocárdio (expressão gênica e protéica de diferentes componentes do SRA).

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MACEDO, ANDERSON G.; KRUG, ANDRE LUIS O.; SOUZA, LIDIANE M.; MARTUSCELLI, ALINE M.; CONSTANTINO, PAULA B.; ZAGO, ANDERSON S.; RUSH, JAMES W. E.; SANTOS, CARLOS F.; AMARAL, SANDRA L. Time-course changes of catabolic proteins following muscle atrophy induced by dexamethasone. Steroids, v. 107, p. 30-36, MAR 2016. Citações Web of Science: 9.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.