Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise funcional de efetores tipo "tal" de Xanthomonas citri e Xanthomonas aurantifolii patotipo c

Processo: 11/19988-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2012
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Celso Eduardo Benedetti
Beneficiário:Valeria Yukari Abe
Instituição-sede: Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM). Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (Brasil). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Xanthomonas citri   Interação planta-patógeno

Resumo

A citricultura representa um importante setor do agronegócio brasileiro. No entanto, o seu crescimento e competitividade têm sido limitados, entre outros fatores, pelo cancro cítrico. Esta é uma doença de séria ameaça, pois afeta a maioria das variedades comerciais, sendo as formas de controle bastante onerosas. O cancro cítrico é causado pelas bactérias Xanthomonas citri e Xanthomonas aurantifolii. Enquanto X. citri causa cancro em todas variedades de citros, X. aurantifolii patotipo C causa doença apenas no limão Galego, desencadeando resposta de defesa em laranja doce. Nosso grupo vem estudando as bases moleculares que determinam esse diferencial de patogenicidade na laranja doce. Em trabalho prévio verificamos que as duas bactérias apresentam um arsenal distinto de efetores tipo "TAL" (transcription activator-like effectors) e temos evidências de que os efetores TAL de X. aurantifolii (PthCs 1 e 2) atuem como proteínas Avr ("avirulence") na laranja doce ao passo que os efetores de X. citri (PthAs 2 e 4) estariam associados ao desenvolvimento dos sintomas do cancro. Nessa proposta, objetivamos elucidar a função dos efetores TAL de X. citri e X. aurantifolii como fatores de patogenicidade/avirulência em diferentes plantas hospedeiras. Para tanto, pretendemos obter mutantes de deleção nos genes pthAs da cepa 306 a fim de avaliar a contribuição de cada pthA no desenvolvimento da cancro em citros. Ainda, pretendemos complementar esses mutantes com os respectivos genes pthAs e com os genes pthCs, e complementar um outro mutante não-patogênico de X. citri (B21) deficiente em proteínas TAL com os diferentes efetores de X. citri e X. aurantifolii que dispomos.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ABE, VALERIA YUKARI; BENEDETTI, CELSO EDUARDO. Additive roles of PthAs in bacterial growth and pathogenicity associated with nucleotide polymorphisms in effector-binding elements of citrus canker susceptibility genes. MOLECULAR PLANT PATHOLOGY, v. 17, n. 8, p. 1223-1236, OCT 2016. Citações Web of Science: 7.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
ABE, Valeria Yukari. . 2016. Tese de Doutorado - Universidade Estadual de Campinas. Instituto de Biologia.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.