Busca avançada
Ano de início
Entree

As leveduras selvagens no ambiente industrial fermentativo: efeito do sistema de fermentação, tratamento do fermento, tipo de substrato e bactérias sobre a fermentação alcoólica contaminada por linhagens selvagens de s. cerevisiae e d. bruxellensis

Processo: 12/03401-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de março de 2012
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Sandra Regina Ceccato Antonini
Beneficiário:Anna Lívia Paraluppi
Instituição-sede: Centro de Ciências Agrárias (CCA). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). Araras , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/17928-0 - As leveduras selvagens no ambiente industrial fermentativo: efeito do sistema de fermentação, tratamento do fermento, tipo de substrato e bactérias sobre a fermentação alcoólica contaminada por linhagens selvagens de S. cerevisiae e D. bruxellensis, AP.R
Assunto(s):Bactérias   Poluentes   Fermentação   Etanol   Leveduras

Resumo

Uma das principais preocupações na indústria sucro-alcooleira é combater os microrganismos contaminantes do processo de produção de álcool, representados pelas bactérias e leveduras que se instalam no processo. Essas leveduras que invadem o processo recebem o nome de leveduras selvagens e os principais gêneros encontrados na cana-de-açúcar saudável são Saccharomyces, Torula e Pichia. Leveduras Saccharomyces cerevisiae que apresentam pseudohifas (brotos que não se separam da célula-mãe) são muito frequentes nas dornas de fermentação e podem causar problemas no processo, inclusive com perda do rendimento fermentativo. Além disto, mais recentemente, a presença dos gêneros Dekkera e Brettanomyces têm sido relacionada também à problemas nos processos fermentativos para produção de etanol. Neste contexto, o presente projeto tem por objetivo principal verificar a performance das leveduras selvagens, representadas pelas linhagens de S. cerevisiae com colônias rugosas e de D. bruxellensis, nas condições do ambiente industrial, ou seja, verificando a influência do tipo de sistema de fermentação, tipo de substrato, tipo de tratamento do fermento e da contaminação por bactérias, sobre a fermentação etanólica conduzida pela levedura industrial PE-02 em situações de contaminação com as leveduras selvagens. Aspectos relativos à competitividade dessas leveduras quanto à disponibilidade de açúcar, tipo de fonte de nitrogênio e de inibidores do substrato serão também avaliados. Os experimentos serão realizados tanto em etapa de frascos quanto em fermentador. Espera-se com este trabalho ter resultados que possam auxiliar no manejo da fermentação alcoólica quando contaminada com essas leveduras selvagens.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.