Busca avançada
Ano de início
Entree

Evolução dirigida e caracterização bioquímica da 1,3-1,4-B-Glucanase de Bacillus subtilis

Processo: 11/23842-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2012
Vigência (Término): 31 de outubro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Enzimologia
Pesquisador responsável:Richard John Ward
Beneficiário:Gustavo Avelar Molina
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:10/18850-2 - Identificação, caracterização e engenharia de enzimas que degradam a parede celular das plantas, AP.TEM
Assunto(s):Enzimas   Catálise   Caracterização

Resumo

As 1,3-1,4-B-Glucanases são enzimas que catalisam a hidrólise de B-D-Glucano, um homopolissacarídeo de resíduos de D-glicose unidos por ligações B-glicosídicas, o qual é encontrado em diversos cereais, plantas e fungos, estando presente na polpa de papel produzida pelas indústrias papeleiras. No entanto, os processos comumente utilizados por estas indústrias para o branqueamento dessa polpa envolvem uma sequência de estágios de cloração, levando à formação de um variado conjunto de compostos organoclorados de estrutura diversa, denominados "cloroligninas", os quais apresentam toxicidade a diversos organismos aquáticos e alta resistência à degradação microbiana. Por esta razão, trabalhamos com o aperfeiçoamento da 1,3-1,4-B-Glucanase, para que seja inclusa em uma mistura de várias enzimas capazes de catalisar a hidrólise de outros polissacarídeos presentes na polpa de papel, podendo substituir os processos industriais tradicionais para a realização desta etapa. Com isto, este projeto possui, basicamente, três objetivos principais: O primeiro é a evolução dirigida da 1,3-1,4-B-Glucanase de Bacillus subtilis, no intuito de obter-se linhagens mais eficientes desta enzima, pelo uso de diversas técnicas biologia molecular; O segundo é a caracterização das principais propriedades bioquímicas das enzimas evoluídas, através da avaliação da atividade em função da temperatura e testes de termotolerância; O terceiro é o estudo da relação estrutura-função desta enzima, para melhor compreendê-la e racionalizar o papel de mutações pontuais nesta relação. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)