Busca avançada
Ano de início
Entree

Uma análise ontológica da experiência de dor em atletas lesionados: contribuições da fenomenologia de Edith Stein à psicologia

Processo: 12/01798-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2012
Vigência (Término): 30 de abril de 2014
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Fundamentos e Medidas da Psicologia
Pesquisador responsável:Cristiano Roque Antunes Barreira
Beneficiário:Giovanna Pereira Ottoni
Instituição-sede: Escola de Educação Física e Esporte de Ribeirão Preto (EEFERP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Atletas   Dor   Fenomenologia (psicologia)   Ferimentos e lesões

Resumo

A Psicologia tem se mostrado cada vez mais necessária no âmbito do esporte de alto rendimento e vem sendo muito explorada por pesquisadores interessados no estudo das experiências freqüentes de lesão vividas por atletas nesse contexto. Dentre os desafios indicados pela literatura atual, encontra-se a ênfase no sujeito que vive a experiência, tomando-o como ponto de partida determinante para atuação e intervenção do psicólogo. Nesse sentido, assumindo uma postura filosófica e buscando contribuições para o desenvolvimento da área, foi realizado em 2008 um estudo de cunho fenomenológico que teve como objetivo identificar e compreender a experiência de dor vivida por atletas lesionados que se encontravam afastados da prática e em tratamento. Os resultados, obtidos segundo a análise eidética e transcendental de Husserl, evidenciaram a necessidade de aprofundar o trabalho adentrando o terreno da ontologia, conforme desenvolvida pela filósofa e fenomenóloga Edith Stein. O objetivo da investigação é fazer uma análise ontológica da experiência vivencial referente à dor em atletas, individuada a partir dos relatos coletados, em acordo com as etapas efetuadas na obra A Estrutura da Pessoa Humana. Visa-se, portanto, fundamentar a aplicação da fenomenologia clássica no que tange ao trabalho do psicólogo, explicitando as contribuições do método para uma compreensão ontológica/existencial da experiência de dor vivida por atletas. A fundamentação filosófica pautada na ontologia de Stein pretende abranger a possibilidade de intervenção em um nível pessoal e integral, alcançando a generalidade/universalidade que uma análise deste tipo implica. (AU)