Busca avançada
Ano de início
Entree

Importância de proteases de Paracoccidioides Brasiliensis na resposta imune do hospedeiro

Processo: 11/23096-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2012
Vigência (Término): 31 de agosto de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Bioquímica de Microorganismos
Pesquisador responsável:Erika Suzuki de Toledo
Beneficiário:Priscila de Oliveira Colombo
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Citocinas   Paracoccidioides brasiliensis   Resposta imune   Micologia   Células epiteliais

Resumo

A paracoccidioidomicose (PCM) é a infecção fúngica sistêmica mais prevalente no Brasil, cujo agente etiológico é o Paracoccidioides brasiliensis. A relação entre o fungo e o hospedeiro é bastante complexa e acredita-se que, ao longo da evolução, o fungo tenha desenvolvido mecanismos importantes capazes de manipular as vias de sinalização da célula hospedeira, bem como, a resposta imunológica, a fim de garantir sua sobrevivência e estabelecimento da infecção.Alguns grupos de pesquisa têm demonstrado que o papel das proteases em fungos está relacionado com a habilidade destes microrganismos em destruir o tecido hospedeiro, causando infecções na pele, epitélio das vias aéreas ou outros órgãos, tornando estas moléculas candidatas importantes a fatores de virulência. Além disso, fungos expressam proteases que podem modular a resposta inflamatória, tanto por degradar proteínas importantes para a resposta imune do hospedeiro, como citocinas e componentes do sistema complemento, bem como, ativar receptores ativados por proteases ("Protease-Activated Receptors" - PARs). Recentemente, nosso grupo demonstrou que proteases de leveduras de Paracoccidioides brasiliensis clivam citocinas pró-inflamatórias secretadas por células epiteliais pulmonares humanas.Desta forma, os objetivos do projeto são: i) caracterização de proteases expressas em P. brasiliensis relacionadas com a degradação de citocinas do hospedeiro; ii) na presença de P. brasiliensis, analisar a importância de PARs em células epiteliais para a secreção de citocinas; iii) identificar as vias de sinalização envolvidas na expressão de PARs e outros receptores (TLRs e Dectina-1); e iv) analisar a importância de TLRs e Dectina-1 na expressão de PARs em células A549 infectadas com P. brasiliensis. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE OLIVEIRA, PRISCILA; JULIANO, MARIA APARECIDA; TANAKA, APARECIDA SADAE; CARMONA, ADRIANA KARAOGLANOVIC; BATISTA DOS SANTOS, SAARA MARIA; SILVA CAMPITELLI DE BARROS, BIANCA CARLA; MAZA, PALOMA KOREHISA; PUCCIA, ROSANA; SUZUKI, ERIKA. Paracoccidioides brasiliensis induces cytokine secretion in epithelial cells in a protease-activated receptor-dependent (PAR) manner. MEDICAL MICROBIOLOGY AND IMMUNOLOGY, v. 206, n. 2, p. 149-156, APR 2017. Citações Web of Science: 2.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.