Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo dos efeitos inibitórios da crotoxina, isolada do veneno de Crotalus durissus terrificus, em eventos inflamatórios e da participação dos glicocorticóides endógenos nesses efeitos

Processo: 12/00535-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2012
Vigência (Término): 31 de março de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Toxicologia
Pesquisador responsável:Catarina de Fatima Pereira Teixeira
Beneficiário:Juliana Medeiros de Deus
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Dinoprostona   Inflamação   Crotoxina   Edema

Resumo

O veneno da serpente Crotalus durissus terrificus não induz reações inflamatórias locais significativas e, experimentalmente, exibe efeitos antiinflamatório e analgésico. A crotoxina (CTX), o componente majoritário deste veneno, apresenta atividade anti-inflamatória, como a inibição de funções de macrófagos e da migração celular para o foco inflamatório, além de induzir a liberação de mediadores antiinflamatórios como a IL-10 e a corticosterona, hormônio modulador da inflamação. Ainda, a CTX bloqueia o crescimento de células tumorais humanas e murinas in vitro e inibe a resposta edematogênica em ratos. No entanto, são necessários estudos adicionais, para o melhor entendimento dos mecanismos envolvidos na inibição do processo inflamatório pela CTX. Considerando que as ciclooxigenases (COXs) são enzimas chave para a produção de prostaglandinas (PG) em processos inflamatórios e que os glicocorticóides são reguladores endógenos importantes destes processos, este estudo tem por objetivos avaliar: i) o efeito da CTX na expressão da ciclooxigenase-2 (COX-2) (constitutiva e induzível em processos inflamatórios) e na liberação PGE2 e ii) a participação de glicocorticóides endógenos nestes efeitos e na resposta edematogênica, em modelos experimentais in vivo e ex-vivo, em camundongos. Estes estudos possibilitarão um melhor entendimento dos mecanismos da ação inibitória da CTX em fenômenos inflamatórios. Ainda, considerando a relevância das ciclooxigenases e de seus produtos, em processos fisiopatológicos diversos, este estudo poderá contribuir para o desenho de novos fármacos com atividade antiinflamatória.