Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo de metabolismo in vitro do alcalóide piplartina empregando microssomas hepático de ratos

Processo: 11/13560-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de abril de 2012
Vigência (Término): 31 de julho de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Análise Toxicológica
Pesquisador responsável:Anderson Rodrigo Moraes de Oliveira
Beneficiário:Lucas Maciel Mauriz Marques
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:09/51812-0 - Desenvolvimento de uma plataforma para o estudo do metabolismo in vivo e in vitro de produtos naturais, uma necessidade para o sistema de ensaios pré-clínicos, AP.BTA.TEM
Assunto(s):Cromatografia líquida de alta pressão

Resumo

As plantas são fontes medicinais há milhares de anos. Espécies do gênero Piper vêm se destacando devido suas diversas atividades farmacológicas apresentadas. Sua predominância está nas regiões tropicais e subtropicais do globo. A família Piperaceae tem mostrado grande diversidade de metabólitos secundários com atividade biológica, tais como: lignanas, neolignanas, terpenos, propenilfénois, chalconas, flavonas, benzopiranos, lactonas e as amidas alcalóides, conhecidas como alcamidas, que são metabólitos característicos. Entre um dos dois maiores componentes do gênero, encontra-se a piplartina com significativa atividade citotóxica em células de linhagem tumoral, propriedades antifúngica, anti agregação plaquetária, ansiolítica, antidepressiva e antiparasitária. O metabolismo oxidativo de xenobióticos tem sido extensivamente pesquisado nas duas últimas décadas por meio de modelos biológicos, utilizando-se de órgãos perfundidos, células isoladas ou fragmentos celulares (microssomas). Sua importância reside no fato de que, candidatos a novos fármacos, antes que se tornem medicamentos, devam passar por estudos, por afetar sua segurança e eficácia, fazendo com que esforços sejam tomados no sentido de descrever a via metabólica envolvida, bem como a caracterização da cinética enzimática. O presente trabalho tem como objetivo desenvolver e validar um método analítico para posterior aplicação em um estudo de metabolismo in vitro do alcalóide piplartina utilizando microssomas hepático de ratos assim como caracterização da cinética enzimática e dos possíveis metabólitos formados desse substrato. Os objetivos do presente projeto encontram-se como parte dos objetivos do projeto temático FAPESP n. 2009/51812-0.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MAURIZ MARQUES, LUCAS MACIEL; DA SILVA-JUNIOR, EDUARDO AFONSO; GOUVEA, DAYANA RUBIO; VESSECCHI, RICARDO; PUPO, MONICA TALLARICO; LOPES, NORBERTO PEPORINE; KATO, MASSUO JORGE; MORAES DE OLIVEIRA, ANDERSON RODRIGO. In vitro metabolism of the alkaloid piplartine by rat liver microsomes. Journal of Pharmaceutical and Biomedical Analysis, v. 95, p. 113-120, JUL 2014. Citações Web of Science: 25.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.