Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da estrutura do tanque-rede sobre o comportamento agressivo e o estresse social na tilápia-do-Nilo

Processo: 11/18530-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2012
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca - Aquicultura
Pesquisador responsável:Eliane Gonçalves de Freitas
Beneficiário:Camila Nomura Pereira Boscolo
Instituição-sede: Centro de Aquicultura (CAUNESP). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Tilápia-do-Nilo   Cichlidae   Agressividade animal   Sistemas de produção   Estresse em animal

Resumo

O sistema de produção de peixes em tanques-rede tem sido bastante utilizado, pois permite a exploração dos recursos hídricos para produzir grande quantidade de peixes em um pequeno espaço. Esse sistema de produção possui alta taxa de renovação de água e não possui nenhum substrato. A tilápia-do-nilo é uma das espécies de peixes que comunicam a sua posição social, em parte, através da comunicação química. Assim, a renovação de água pode "diluir" a comunicação química. Dessa forma, a ausência de sinais químicos no ambiente pode prejudicar o reconhecimento da posição social entre os indivíduos. Além disso, a tilápia-do-nilo é uma das espécies que utiliza o substrato para a construção de ninho e defesa de território, dedicando grande parte do seu tempo a essa atividade. Assim, é possível que a ausência desse elemento aumente o tempo disponível para as interações agressivas. Dessa forma, será testada a tese de que a ausência de indicadores da posição social causado pela estrutura do tanque-rede aumenta o estresse social em peixes territoriais por meio do aumento das interações agressivas e da instabilidade social. Para isso, serão testados quatro tratamentos (n= 20), compostos por aquários contendo uma estrutura de rede (semelhante ao tanque-rede), com grupos de cinco machos adultos: 1- Com substrato e com renovação de água. 2- Sem substrato e com renovação de água. 3- Com substrato e sem renovação de água. 4- Sem substrato e sem renovação de água. Os animais serão agrupados por cinco dias nos quais os níveis de interações agressivas serão avaliados pela frequência e tipo de ataques emitidos e recebidos entre os indivíduos. O estresse social será medido através dos níveis de cortisol plasmático, glicogênio hepático e lipídeos hepáticos. A estabilidade social será inferida por meio de correlações entre os índices de dominância dos animais ao longo das observações. Os esteróides sexuais testosterona e 11- cetotestosterona serão avaliados como outra forma de inferir dominância e estabilidade social. A frequência total de comportamentos agressivos, os níveis de indicadores de estresse e de hormônios entre os tratamentos serão avaliados por one-way ANOVA. A frequência de comportamentos agressivos ao longo dos cinco dias será avaliada por Mixed Model ANOVA. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
BOSCOLO, Camila Nomura Pereira. Ambiete de tanque-rede aumenta as interações agressivas e o estresse social na tilápia-do-Nilo. 2014. 36 f. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Centro de Aquicultura.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.