Busca avançada
Ano de início
Entree

Identificação de fêmeas adultas das espécies Culex coronator e Culex usquatus (Diptera: Culicidae) através do DNA barcode

Processo: 12/02451-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2012
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Taxonomia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Mauro Toledo Marrelli
Beneficiário:Laura Cristina Multini
Instituição-sede: Faculdade de Saúde Pública (FSP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Mosquitos

Resumo

O Complexo Coronator dentro da família Culicidae é o que mais tem importância epidemiológica, sendo que alguns membros desse complexo são responsáveis pela transmissão de algumas arboviroses como o Vírus da Encefalite de São Luis (VESL) e Vírus da Encefalite Equina Venezuelana. Fazem parte dele as espécies: Cx. coronator, Cx. usquatus, Cx. ousqua, Cx. usquatissimus e Cx. camposi. As espécies só são diferenciáveis morfologicamente pelo aspecto da genitália masculina, sendo as fêmeas e formas imaturas indistinguíveis. Os mosquitos do Complexo Coronator distribuem-se pelas Américas, mas no Brasil são encontrados somente Cx. coronator e Cx. usquatus. O DNA Barcode é um sistema que se baseia nas sequências do gene mitocondrial COI e tem sido muito eficaz para identificação e separação de espécies de vários grupos animais, incluindo os mosquitos. Desse modo, é importante uma investigação da eficácia do DNA Barcode na discriminação dessas duas espécies irmãs, tendo em vista que uma delas (Cx. usquatus) não tem importância epidemiológica.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)