Busca avançada
Ano de início
Entree

Características de carcaça de novilhos alimentados com glicerina bruta recebendo diferentes fontes de volumoso na dieta.

Processo: 12/06336-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de maio de 2012
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Produção Animal
Pesquisador responsável:Telma Teresinha Berchielli
Beneficiário:Luis Gustavo Rossi
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/00060-8 - Balanço de gases de efeito estufa e estratégias de mitigação em pastos de Brachiaria submetidos a diferentes manejos, AP.TEM
Assunto(s):Brachiaria   Carcaça   Bovinos   Metano

Resumo

O experimento será conduzido com o objetivo de avaliar a inclusão de glicerina bruta na dieta de novilhos terminados em confinamento, recebendo três diferentes fontes de alimento volumoso na dieta sobre as características de carcaça dos animais. A glicerina bruta será incluída em 10% na matéria seca da dieta, em substituição ao milho. As dietas conterão três fontes de volumosos: silagem de milho, bagaço de cana e cana picada in natura. As características de carcaça serão avaliadas por ultrassonografia durante o período experimental e após o abate dos animais. Plano de trabalho: O experimento será conduzido nas instalações do Setor de Avaliação de Alimentos e Digestibilidade pertencente ao Departamento de Zootecnia da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias da Universidade Estadual Paulista em Jaboticabal, São Paulo. Serão utilizados 30 novilhos Nelore, com peso corporal médio de 350 kg, distribuídos em delineamento inteiramente casualizado, sendo dez repetições por tratamento. A glicerina bruta será incluída em 10% na matéria seca da dieta, sendo avaliadas três fontes de volumosos. As dietas utilizadas serão: dieta com 10% de glicerina bruta na matéria seca substituindo parte do milho fornecido no concentrado e uso da silagem de milho como volumoso; dieta com 10% de glicerina bruta na MS substituindo parte do milho fornecido no concentrado e uso do bagaço de cana como volumoso e dieta com 10% de glicerina bruta na matéria seca substituindo parte do milho fornecido no concentrado e uso da cana picada in natura como volumoso. As dietas serão formuladas de acordo com as exigências dos animais e ofertadas na relação de 30% de volumoso e 70% de concentrado. Os animais serão pesados a cada 28 dias, com jejum prévio de sólidos totais de 16 horas. Durante a pesagem dos animas, serão avaliados a espessura de gordura subcutânea (EGS) e a área de olho de lombo (AOL) com ajuda de unidade ultrassonográfica (modelo Aloka 500, probe de carcaça linear com 17,2 cm e freqüência de 3,5 Mhz). Desta forma, será possível estudar a taxa de deposição de gordura e de acréscimo muscular nos animais ao longo do experimento. Após 84 dias de confinamento (três períodos de 28 dias), os animais serão abatidos. A carcaça de cada animal será dividida em duas meia carcaças, que serão pesadas para se obter o peso de carcaça quente (PCQ) e em seguida, refrigeradas em câmara fria a 0ºC por 24 horas. Após o resfriamento, as carcaças serão novamente pesadas para se obter o peso de carcaça fria (PCF) e as perdas de peso por resfriamento (PPR), sendo PPR = (PCQ - PCF/PCQ)*100. Após a pesagem, será feito um corte na carcaça esquerda entre a 12ª e 13ª costelas, para mensurações da EGS e AOL. O rendimento de carcaça será obtido em relação ao peso corporal do animal em jejum. A meia carcaça esquerda de cada animal será seccionada entre a 5º e 6º costelas, onde será obtido o peso de dianteiro e traseiro bem como o rendimento destas regiões.