Busca avançada
Ano de início
Entree

Angioedema hereditário: importância da análise molecular no diagnóstico e patogênese em famílias brasileiras

Processo: 11/23439-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2012
Vigência (Término): 30 de abril de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Luisa Karla de Paula Arruda
Beneficiário:Adriana Santos Moreno
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Mutação   Bradicinina

Resumo

Angioedema é condição clínica caracterizada por edema localizado da derme e tecido subcutâneo, e manifesta-se por episódios de edema facial, genital ou de extremidades, dor abdominal, e edema de laringe podendo levar a morte por asfixia. O angioedema pode ser alérgico; autoimune; associado a infecções; e secundário ao acúmulo de bradicinina, incluindo angioedema hereditário (AEH) por mutações no gene do Inibidor de C1 (SERPING1), angioedema familiar associado a mutações no gene do Fator XII (F12), e angioedema adquirido, associado a doenças auto-imunes, linfoproliferativas e ao uso de inibidores da Enzima Conversora da Angiotensina ECA. AEH é doença autossômica dominante, que resulta da deficiência de inibidor de C1 (C1-INH) (tipos I e II) ou mutações com ganho de função do Fator XII (tipo III). O tempo médio entre o início dos sintomas e o diagnóstico é de 10 a 13 anos, indicando que AEH é doença pouco conhecida e sub-diagnosticada. O presente estudo tem por objetivos estudar a patogênese e fazer a caracterização de alterações moleculares, descrevendo as características clínicas, biológicas e genéticas de pacientes de Ribeirão Preto, São Paulo e Rio de Janeiro com AEH. Pacientes serão avaliados clinicamente, e será construído heredograma de suas famílias. Amostras de sangue serão coletadas para dosagens do inibidor de C1 e de C4, por nefelometria. DNA genômico será isolado de sangue total; PCR será realizada utilizando primers específicos, e sequenciamento bidirecional dos 8 exons do gene SERPING1, e do exon 9 de F12 será realizado em pacientes com sintomas e em familiares assintomáticos. Serão desenvolvidos estudos de modelagem molecular, em paralelo a correlações funcionais. Esse estudo vai possibilitar a criação de Centro de Referência na FMRP para aumentar o conhecimento e divulgar informações sobre AEH aos profissionais de saúde e população em geral no Brasil, visando em última análise à melhora do diagnóstico e tratamento de pacientes com Angioedema Hereditário em nosso país.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
VERONEZ, CAMILA LOPES; MORENO, ADRIANA S.; CONSTANTINO-SILVA, ROSEMEIRE NAVICKAS; MAIA, LUANA S. M.; FERRIANI, MARIANA P. L.; CASTRO, FABIO F. M.; VALLE, SOLANGE RODRIGUES; NAKAMURA, VICTOR KOJI; CAGINI, NATHALIA; GONCALVES, ROZANA FATIMA; MANSOUR, ELI; SERPA, FARADIBA SARQUIS; COELHO DIAS, GABRIELA ANDRADE; PICCIRILLO, MIGUEL ALBERTO; TOLEDO, ELIANA; BERNARDES, MARLI DE SOUZA; CICHON, SVEN; STIEBER, CHRISTIANE; ARRUDA, L. KARLA; PESQUERO, JOAO BOSCO; GRUMACH, ANETE SEVCIOVIC. Hereditary Angioedema with Normal C1 Inhibitor and F12 Mutations in 42 Brazilian Families. JOURNAL OF ALLERGY AND CLINICAL IMMUNOLOGY-IN PRACTICE, v. 6, n. 4, p. 1209+, JUL-AUG 2018. Citações Web of Science: 10.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.