Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos de diferentes tratamentos remineralizadores na microdureza do esmalte desmineralizado

Processo: 11/21397-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2012
Vigência (Término): 30 de abril de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Pesquisador responsável:Alessandra Marques Corrêa Afonso
Beneficiário:Débora Silva Baldi
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Cariologia   Esmalte dentário   Flúor   Microdureza   Remineralização dentária

Resumo

O objetivo do presente estudo será avaliar comparativamente in vitro o efeito de diferentes técnicas indicadas para o tratamento remineralizador através da análise da microdureza superficial do esmalte tratado. Para a realização deste estudo serão utilizados incisivos bovinos recém extraídos obtendo-se fragmentos planificados de 4x4x2,5mm. A microdureza superficial inicial (MS) será determinada por 5 endentações de 25g por 10s. Para a indução da lesão de cárie os espécimes serão submetidos a formação de lesão de cárie artificial por imersão em solução desmineralizadora durante 32h. Posteriormente, a microdureza dos espécimes será novamente avaliada e a porcentagem de alteração de microdureza superficial (%AMS) será calculada para estes espécimes. Serão então selecionados 60 espécimes baseados nos valores médios de %AMS. A seguir, os espécimes serão divididos aleatoriamente em 6 grupos de acordo com o tratamento de superfície do esmalte desmineralizado (n=10): ST - sem tratamento, VF - verniz fluoretado a 5%, FFA - Flúor fosfato acidulado 1,23%, LF - Laser de CO2 + flúor fosfato acidulado, C - CCP-ACP e LC - Laser de CO2 + CCP-ACP. Após os respectivos tratamentos os espécimes serão submetidos a ciclagens de pH em soluções desmineralizante (DES) (2 horas) e remineralizante (RE) (22 horas) durante 8 dias. Após os tratamentos e a ciclagem de pH serão realizados os testes de microdureza finais (MS1) da superfície de esmalte. A porcentagem de alteração da microdureza superficial do esmalte em relação a superfície previamente desmineralizada será calculada. Para análise dos dados serão utilizados os valores encontrados para o cálculo de porcentagem de alteração da microdureza superficial.