Busca avançada
Ano de início
Entree

Prevalência e fatores associados a experiência de dor de dentes em crianças em duas coortes de nascidos vivos : Ribeirão Preto e São Luís.

Processo: 11/22528-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2012
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Odontologia Social e Preventiva
Pesquisador responsável:Maria da Conceição Pereira Saraiva
Beneficiário:Luiz Otavio Santella Taboga
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Epidemiologia   Infância

Resumo

Apesar do declínio, a cárie dentária continua sendo a doença crônica mais prevalente na infância e a dor de dentes um de seus eventos decorrentes de maior impacto na vida da crianças. No entanto, são poucos os estudos sobre prevalência e determinantes da dor de dentes. Desta forma, este estudo tem o objetivo de estimar a prevalência e os determinantes de dor de dentes nas coortes de nascidos vivos de Ribeirão Preto de 1994 e de São Luís do Maranhão de 1997 coletados em 2004/2006. Métodos: a população de estudo consistira de crianças do seguimento das Coortes de Nascidos Vivos de São Luis, Maranhão, 1997, e de Ribeirão Preto de 1994. Os seguimentos incluiram cerca de 1/3 das coortes originais realizados em 2004/5 quando as crianças estavam entre 7 e 9 anos em São Luís (n= 666), e entre 10 e 11 anos em Ribeirão Preto (n= 808). O desfecho será caracterizado como experiência de dor de dentes devido a cárie dentária durante a vida respondido pela mãe da criança. Serão consideradas na análise estatística covariantes relacionadas à família, à mãe e à criança. Dentre as varíaveis relacionadas à famílias serão estudados o números de pessoas na casa e situação conjugal da mãe ao nascimento. Com relação à mãe, serão estudadas variáveis coletadas ao nascimento como nível educacional e idade. Quanto a criança, serão avaliadas as seguintes variáveis: sexo, cor da pele, percepção de saúde bucal relatada pela mãe, visita ao dentista e cobertura por planos odontológicos e de saúde geral. Análise bivariada será seguida de análise estratificada e multivariável de forma hierárquica. No modelo final apenas as variáveis significantes (p <0.10) ou aquelas conhecidamente importantes na determinação de dor de dentes permanecerão no modelo. Os modelos serão construídos utilizando procedimento genmod procedimento para estimação de GEE (generalized estimated equation) do SAS com função log e distribuição de Poisson com matriz não estruturada para cálculo de erros robustos.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)