Busca avançada
Ano de início
Entree

Controle do olhar e da postura de diabéticos do tipo 2: coordenação de olhos, cabeça e tronco

Processo: 12/03095-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2012
Vigência (Término): 31 de maio de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Pesquisador responsável:Sérgio Tosi Rodrigues
Beneficiário:Thais Cristina Delacosta
Instituição-sede: Faculdade de Ciências (FC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Diabetes mellitus   Comportamento motor   Postura

Resumo

Mudanças da linha do olhar para locais distantes no ambiente requerem coordenação entre movimentos dos olhos, da cabeça e do tronco. Nas situações nas quais unicamente os olhos se movem, há evidências de que movimentos sacádicos podem afetar o sistema de controle postural, que busca estabilidade para percepção e ação motora, mas as influências da coordenação de olhos, cabeça e tronco sobre a postura ainda não estão estabelecidas. O estudo de populações com dificuldades específicas de estabilização postural, como a de diabéticos, pode contribuir com o entendimento dos mecanismos perceptuais e motores envolvidos, assim como fornecer as bases científicas para o diagnóstico precoce desta patologia epidêmica na sociedade atual. O objetivodo presente estudo é investigar os efeitos de movimentos dos olhos, cabeça e tronco sobre o controle postural de participantes não diabéticos e diabéticos do tipo 2, sem neuropatia periférica. Vinte diabéticos desta população e vinte não-diabéticos, previamente submetidos à verificação de níveis glicêmicos (glicemia de jejum e porglicosímetro) e teste de déficit sensorial periférico nos pés (monofilamentos de Semmes-Weinstein), executarão uma tarefa de mudança da linha do olhar durante 30 segundos em distintas condições de posição inicial do tronco (frontal, lateral direita e lateral esquerda), alvo visual (fixação, movimentos sacádicos de 10° e 60°, ambos a 0,5 Hz e 1,1Hz) e base de suporte (bipodal e unipodal), enquanto têm seus movimentos de olhos, cabeça, tronco, e oscilação corporal gravados. As variáveis dependentes do controle do olhar serão as contribuições relativas e velocidades máximas de olhos, cabeça e tronco; as variáveis dependentes do controle postural serão amplitudedo deslocamento, root mean square, velocidade média total e deslocamento total do centro de pressão. Os dados serão submetidos à análise de variância com medidas repetidas (exceto para o fator grupo) com nível de significância de 0,05. Os resultados serão discutidos em função das características da coordenação de olhos, cabeça e tronco e seus efeitos na estabilização postural de diabéticos e não diabéticos.