Busca avançada
Ano de início
Entree

Produção de sementes de soja enriquecida com molibdênio: qualidade fisiológica, alterações químicas e nutricionais e estudo da translocação do molibdênio dos cotilédones para a planta

Processo: 12/04597-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2012
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Pesquisador responsável:Edson Lazarini
Beneficiário:Carina Oliveira e Oliveira
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia (FEIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Ilha Solteira. Ilha Solteira , SP, Brasil
Assunto(s):Proteínas   Vigor   Germinação

Resumo

O crescimento da produção e o aumento da capacidade competitiva da soja (Glycine max (L.) Merrill) sempre estiveram associados aos avanços científicos e à disponibilização de tecnologias ao setor produtivo. Tendo em vista esse crescimento, sabe-se que o nutriente molibdênio é essencial para a soja, principalmente no processo de fixação simbiótica do nitrogênio. Sendo assim, o presente trabalho tem como objetivo produzir sementes de soja enriquecida com molibdênio em função doses do micronutriente aplicadas na cultura e verificar se há diferença entre variedades quanto a resposta a estas doses, comportamento destas sementes quanto a qualidade fisiológica e nutricional e em que quantidade e época ocorre a translocação do molibdênio presente nos cotilédones para a planta em formação durante as fases de germinação, emergência e estabelecimento incial. O experimento está sendo desenvolvido na Fazenda de Ensino, Pesquisa e Extensão/UNESP - Campus de Ilha Solteira, localizada no município de Selvíria - MS (51º22'W, 20º22'S e altitude 335 m aproximadamente), em um Latossolo Vermelho distrófico álico e de textura argilosa, cultivado a vários anos com as culturas de milho, soja ou feijão. O delineamento experimental será o de blocos ao acaso com os tratamentos dispostos em esquema fatorial 2 x 4 (variedades x doses), com quatro repetições. As cultivares a serem utilizadas são a BRS Valiosa RR e a BMX Potência RR. As doses de molibdênio a serem utilizadas são 0, 200, 400 e 800 g Mo ha-1 e serão aplicadas via foliar, em duas aplicações a serem realizadas nos estádios R3 e R5.4. A semeadura ocorreu no dia 06/12/2011 e a germinação em campo dia 11/12/2011, em área de plantio direto e com irrigação por pivô central, onde a cultura antecessora era milho. A semeadura foi mecanizada utilizando o espaçamento de 0,45 m entrelinhas e densidade de semeadura de 16 sementes por metro de sulco para ambas variedades. As sementes foram tratadas com fungicidas e inoculadas conforme recomendações para a cultura. As parcelas são compostas de 7 linhas com 15 m de comprimento. Serão realizadas as seguintes avaliações: população final de plantas, características agronômicas, massa de 100 sementes, produtividade de sementes, teor de molibdênio nas sementes, qualidade fisiológica (% de germinação, primeira contagem de germinação, índice de velocidade de emergência, envelhecimento acelerado e condutividade elétrica) e nutricional (teor de óleo e proteína) das sementes imediatamente após a colheita e 6 meses após esta será realizada avaliação da translocação diária e total do molibdênio presente nos cotilédones para a planta em formação em casa de vegetação.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.