Busca avançada
Ano de início
Entree

Aplicação de técnicas de imunohistoquímica, ELISA e Western Blot em tecido pulmonar.

Processo: 12/06808-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de maio de 2012
Vigência (Término): 30 de novembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Carla Máximo Prado
Beneficiário:Myrcea Andressa de Souza Tilger
Instituição-sede: Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas (ICAQF). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Diadema. Diadema , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:08/55359-5 - Avaliação da função e da histopatologia pulmonar em modelo experimental de redução da função colinérgica em camundongos geneticamente modificados, AP.JP
Assunto(s):Enfisema pulmonar   Pneumonia

Resumo

Doenças respiratórias como a asma e o enfisema pulmonar apresentam alta prevalência, alta morbidade e geram custos elevados ao Sistema Único de Saúde, acometendo principalmente indivíduos economicamente ativos. Embora a fisiopatologia destas doenças esteja bem caracterizada, os mecanismos envolvidos ainda não foram totalmente elucidados. Além disso, a persistência do processo inflamatório leva ao reparo do tecido pulmonar que nem sempre é revertido pelos tratamentos convencionais recomendados pela Organização Mundial de Saúde, culminando com o detrimento da função pulmonar destes pacientes. Desta forma, nosso grupo tem se dedicado ao estudo de diferentes mecanismos e novas estratégias terapêuticas que modulem as alterações histopatológicas do tecido pulmonar. Utilizando modelos experimentais desenvolvidos em camundongos para inflamação alérgica e enfisema pulmonar, nossos atuais interesses são elucidar os efeitos do sistema colinérgico antiinflamatório por meio de linhagem com deficiência colinérgica genética, tratamento com fitoterápicos, particularmente aqueles rico em flavonoides, e inibidores sintéticos de proteases, nas alterações histopatológicas destes modelos. Para tanto, com o início deste projeto, implantamos o Laboratório de Morfologia, no Campus Diadema da UNIFESP, no qual serão realizadas técnicas histológicas habituais, histoquímicas e imunohistoquímicas no tecido e análise de imagens. A aparelhagem necessária faz parte deste projeto. Frente as diversas críticas de utilização apenas da técnica de imunohistoquímica, estamos padronizando a realização de Western Blot e/ou ELISA neste projeto.