Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise da composição de amostras de própolis vermelha do Brasil por espectrometria de massas com ionização por eletrospray e cromatografia líquida de ultra-eficiência (UPLC-ESI-MS) e avaliação da atividade antioxidante e antimicrobiana

Processo: 12/03091-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de maio de 2012
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química
Pesquisador responsável:Alexandra Christine Helena Frankland Sawaya
Beneficiário:Begona Gimenez-Cassina Lopez
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:10/51677-2 - Técnicas modernas em espectrometria de massas e desenvolvimento de novas aplicações em ciências: química, bioquímica, materiais, forense, medicina, alimentos, farmácia e veterinária, AP.TEM
Assunto(s):Espectrometria de massas   Anti-infecciosos   Antioxidantes   Própolis   Composição química

Resumo

A palavra propolis tem origem Grega: pro significa em defensa de, e polis significa comunidade. A própolis é usada pelas abelhas para fortalecer as paredes da colméia e para cobrir as paredes internas e por devido a sua atividade antimicrobiana. A composição química da própolis é variável segundo a biodiversidade e a origem geográfica. A própolis vermelha, encontrada no nordeste e norte do Brasil, apresenta promissoras atividades biológicas: atividade antimicrobiana, antiparasitária, antioxidante, citotóxica, antiinflamatória, analgésica, efeitos antiobesidade, contra psoríase e hepatoprotetores. A composição química da própolis vermelha, relatada na literatura, parece variar qualitativa e quantitativamente, inclusive entre amostras coletadas na mesma região. Isto pode ser devido a variações sazonais, a flora direitamente ao redor das colméias ou aos métodos de análise. A maioria das classes de substâncias já identificadas pode ser analisada adequadamente por espectrometria de massas com ionização por eletrospray e cromatografia líquida. Os constituintes de média e alta polaridade (como fenólicos, flavonóides e benzofenonas) são responsáveis por muitas das atividades biológicas reportadas à própolis vermelha. A cromatografia líquida de ultra-eficiência acoplada à espectrometria de massas (UPLC-MS) é um método moderno, rápido e sensível. Permite avaliar os perfis químicos das amostras e determinar sua composição qualitativamente, comparando os espectros de massas (MS/MS) dos componentes das amostras com informações na literatura. Portanto UPLC-MS é a ferramenta mais adequada para a avaliação da composição de matrizes complexas como a própolis. A comparação do perfil químico de diversas amostras de própolis vermelha brasileira e a avaliação de sua atividade antimicrobiana e antioxidante permitirá identificar substâncias que possam estar contribuindo para sua bioatividade, e levar á identificação de marcadores químicos para o controle de qualidade destas amostras, bem como possibilitará definir se há um ou vários tipos de própolis vermelha.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
NOVAK, ESTELA MARIA; COSTA SILVA, MARTHA SILVEIRA E; MARCUCCI, MARIA CRISTINA; HELENA FRANKLAND SAWAYA, ALEXANDRA CHRISTINE; LOPEZ, BEGONA GIMENEZ-CASSINA; HENRIQUES ZANELLA FORTES, MARIA ANGELA; GIORGI, RICARDO RODRIGUES; MARUMO, KAMILA TAMIE; RODRIGUES, ROSANGELA FELIPE; MARIA, DURVANEI AUGUSTO. Antitumoural activity of Brazilian red propolis fraction enriched with xanthochymol and formononetin: An in vitro and in vivo study. Journal of Functional Foods, v. 11, p. 91-102, NOV 2014. Citações Web of Science: 16.
LOPEZ, BEGONA GIMENEZ-CASSINA; SCHMIDT, EDUARDO MORGADO; EBERLIN, MARCOS N.; SAWAYA, ALEXANDRA C. H. F. Phytochemical markers of different types of red propolis. Food Chemistry, v. 146, p. 174-180, MAR 1 2014. Citações Web of Science: 54.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.