Busca avançada
Ano de início
Entree

A inquisição, o indígena e a querela evangelizadora na nova espanha (1521-1571)

Processo: 11/21589-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2012
Vigência (Término): 31 de outubro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História da América
Pesquisador responsável:Leandro Karnal
Beneficiário:Saulo Mendes Goulart
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Século XVI   Inquisição   México   Evangelização   Indígenas

Resumo

Este projeto visa a analisar de que maneira a instalação e o funcionamento do Santo Ofício da Inquisição para indígenas na Nova Espanha se relacionou com o projeto missionário dos primeiros evangelizadores. As manifestações inquisitoriais são comumente distinguidas da ação missional, aparecendo como uma instituição eclesiástica desgarrada do labor evangélico. A hipótese que sustentamos, entretanto, é a de que há uma estreita dependência entre a Inquisição para indígenas e a dinâmica missionária dos primeiros evangelizadores no México colonial. Buscaremos, a partir dos diversos processos inquisitoriais, levados a cabo em sua quase totalidade pelo primeiro bispo e inquisidor do México Juan de Zumárraga, localizar as conexões que vinculavam as práticas inquisitoriais e os pressupostos dos evangelizadores. Para tanto, mapearemos as tendências que norteavam a conduta dos missionários no México em suas diversas manifestações, fruto do reformismo humanista da Espanha do século XVI principalmente em seu caráter utópico e messiânico, confrontando-as com a peculiar atuação da Inquisição, entre os anos de 1521 e 1571. Portanto, perguntamo-nos de que forma estão manifestos os traços de inserção das práticas inquisitoriais direcionadas à população autóctone no projeto evangelizador.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.