Busca avançada
Ano de início
Entree

Reconhecimento de fala no ruído em idosos usuários de amplificação sonora monoaural e binaural

Processo: 11/21744-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2012
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fonoaudiologia
Pesquisador responsável:Maria Cecilia Martinelli
Beneficiário:Vanessa de Oliveira Gomes Pinto
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Audição   Idosos

Resumo

Introdução: Segundo estimativa da Organização das Nações Unidas, o aumento do número de idosos, será responsável por metade do crescimento populacional entre 2005 e 2050. O avanço da idade vem acompanhado do envelhecimento dos sentidos, acarretando privações sensoriais, dentre elas a presbiacusia (perda auditiva neurossensorial), que traz uma série de conseqüências, tais como problemas na compreensão da fala na presença e na ausência do ruído, isolamento, prejuízo na interação familiar entre outros, prejudicando a qualidade de vida e a integração do indivíduo na sociedade. O uso de amplificação nestes casos pode-se melhorar a localização sonora, o isolamento e o reconhecimento de fala, pois há re-estabelecimento da sensação de intensidade. A aclimatização perceptual, período de adaptação da prótese auditiva está relacionado à melhora no desempenho em testes de reconhecimento de fala; isto se deve a plasticidade do sistema auditivo ao longo do tempo, devido à reintrodução da estimulação auditiva a partir da amplificação. Dentre os testes para a avaliação do desempenho de usuários de próteses auditivas estão as provas de reconhecimento de fala com listas de palavras. No entanto, é de suma importância, o emprego de listas de sentenças para as avaliações do usuário de próteses auditivas, tendo em vista que as sentenças são os estímulos verbais que mais se aproximam das características espectrais e contextuais da fala cotidiana. Para este fim, desenvolveram-se listas de sentenças em português para determinar limiares de reconhecimento de fala. Objetivo: O objetivo desta pesquisa é avaliar o reconhecimento de fala no ruído com e sem próteses auditivas em campo livre nos indivíduos idosos usuários de amplificação sonora monoaural e binaural. Material e Método: Serão incluídos 40 idosos, com idade entre 60 e 90 anos, com perda auditiva neusossensorial pós-lingual de grau leve a moderado, usuários de próteses auditivas monoaural e binaural, com amplificação do tipo não-linear. Os pacientes passarão por uma anamnese também serão anotados os dados audiológicos e por fim será aplicada a lista de sentença no ruído por meio do Teste de Sentenças em Português.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)