Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo do envolvimento das proteínas colibistina e gefirina no controle do início da síntese protéica.

Processo: 12/02137-0
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de maio de 2012
Vigência (Término): 31 de março de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Humana e Médica
Pesquisador responsável:Andréa Laurato Sertié
Beneficiário:Camila de Oliveira Freitas Machado
Instituição Sede: Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein (IIEPAE). Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein (SBIBAE). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Biologia molecular
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Colibistina | controle da tradução | Gefirina | Sinalização mtor | sinapses inibitórias | Biologia Molecular

Resumo

Colibistina e gefirina são proteínas essenciais na formação e plasticidade das sinapses inibitórias do sistema nervoso central por serem responsáveis pelo agrupamento de receptores de neurotransmissores inibitórios na membrana pós-sináptica. Recentemente, em um trabalho desenvolvido por nosso grupo de pesquisa, nós identificamos interação de colibistina e gefirina com um complexo protéico que controla o início da tradução em eucariotos (complexo eIF3), o que sugere que essas proteínas possam estar envolvidas também na regulação da tradução em neurônios. Contudo, essa nova função das proteínas colibistina e gefirina precisa ser confirmada em estudos adicionais. Assim sendo, o presente projeto de pesquisa tem como objetivo principal verificar se as proteínas colibistina e gefirina estão de fato envolvidas no controle do início da síntese de proteínas. Constituem objetivos específicos do presente projeto: a) verificar se as proteínas colibistina e gerifina interagem com outras proteínas envolvidas no controle de início da tradução; b) verificar se as proteínas colibistina e gerifina estão envolvidas na formação do complexo de início da tradução; c) verificar se as proteínas colibistina e gerifina estão envolvidas com sinalização mTOR; d) verificar se as proteínas colibistina e gerifina estão envolvidas no controle da tradução em células humanas. Esperamos com este trabalho poder entender melhor as funções das proteínas colibistina e gefirina, assim como os mecanismos associados com o controle do início da síntese protéica.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)