Busca avançada
Ano de início
Entree

Dimensões da vergonha no avesso da psicanálise: uma contra-experiência política do sujeito

Processo: 12/05154-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2012
Vigência (Término): 31 de maio de 2015
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Social
Pesquisador responsável:Miriam Debieux Rosa
Beneficiário:Sérgio Eduardo Lima Prudente
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Humanas e da Saúde. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Análise do discurso   Vergonha   Psicanálise

Resumo

O presente projeto se destina a realizar um estudo sobre a incidência da vergonha no discurso e no laço social. Para isso partiremos de uma perspectiva de constituição do sujeito pelo viés da psicanálise de Freud e Lacan; no entanto, diferentemente da tradição de estudos que colocam a culpa como fator constitucional primordial, abordaremos esta via usando a vergonha. Desta forma, a vergonha será proposta como elemento de elucidação para aspectos subjetivos e sociais da contemporaneidade. Para isto, partiremos da observação de sociedades em que a vergonha e não a culpa incide como elemento regulador. Tais observações se ancoram em estudos antropológicos e na filosofia. Em seguida faremos uma delimitação conceitual da vergonha na psicanálise para operarmos com o conceito no qual apoiaremos nossa compreensão. Após a delimitação, analisaremos a incidência da vergonha na cultura contemporânea e sua influência na subjetividade, nos discursos, e no laço social. A análise tentará convergir três elementos fundamentais dentro da teoria psicanalítica, a saber: o corpo, o olhar e o gozo. Sendo o corpo e o olhar, pontos cruciais para que gravitam nas formas que estruturam os modos de relações humanas na cultura. (AU)