Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel do CCR4 na pancreatite experimental induzida pelo vírus Coxsackie B5

Processo: 11/15832-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de junho de 2012
Vigência (Término): 31 de outubro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:João Santana da Silva
Beneficiário:Marcela Cristina Santiago Françozo
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Quimiocinas

Resumo

O vírus coxsackie B5 (CVB5) pertence ao gênero enterovírus da família Picornaviridae e são vírus não envelopados que apresentam um genoma de RNA de fita simples e polaridade positiva. Esses vírus são altamente citolíticos e são considerados uma das causas mais comuns de miocardite infecciosa aguda, além de infectarem células acinares do pâncreas, o que frequentemente ocasiona em pancreatite fulminante com consequente insuficiência pancreática. Apesar dos conhecimentos acerca da estrutura e bioquímica dos enterovírus, a patogênese das infecções causadas por esses agentes e o seu controle pela resposta imune não são conhecidos em detalhes. Sabe-se que os anticorpos neutralizantes têm um papel primordial na proteção contra o vírus, enquanto linfócitos T CD4+ e T CD8+, apesar de serem importantes na eliminação viral, estão envolvidos na patogênese da doença. As células T reguladoras, ao contrário, parecem estar envolvidas na supressão das células T ativadas pelo vírus, e com isso, são capazes de reduzir os danos teciduais e a gravidade da doença. O receptor de quimiocinas CCR4 está presente em monócitos, células T efetoras e também em células Treguladoras e a ligação a um dos seus ligantes, CCL17 e CCL22, está associada com o recrutamento dessas células para os sítios de infecções em vários modelos experimentais. Visto que o balanço entre as respostas Th1, Th2 e T reguladora é extremamente importante na proteção contra a pancreatite causada por CVB, e que a migração diferencial destas células para o sítio da infecção depende dos receptores de quimiocinas, especialmente CCR4, nós pretendemos neste trabalho, verificar o papel do receptor CCR4 na pancreatite experimental induzida pela infecção com CVB5.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FRANCOZO, MARCELA C. S.; COSTA, FREDERICO R. C.; GUERRA-GOMES, ISABEL C.; SILVA, JOAO S.; SESTI-COSTA, RENATA. Dendritic cells and regulatory T cells expressing CCR4 provide resistance to coxsackievirus B5-induced pancreatitis. SCIENTIFIC REPORTS, v. 9, OCT 14 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.