Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudos dos mecanismos renoprotetores das células-tronco derivadas do tecido adiposo em modelos experimentais de doença renal crônica em vivo e em vitro

Processo: 11/22568-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de maio de 2012
Vigência (Término): 30 de abril de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Niels Olsen Saraiva Câmara
Beneficiário:Cassiano Donizetti de Oliveira
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:07/07139-3 - Investigando o papel da heme-oxigenase 1 em diferentes processos inflamatórios renais em modelos animais, AP.TEM
Assunto(s):Nefrologia   Insuficiência renal crônica   Células-tronco   Tecido adiposo   Técnicas in vitro

Resumo

Clinicamente, vemos que muitas doenças renais são de natureza progressiva, resultando em falência renal com necessidade de terapia substitutiva. Mesmo com o avanço da Medicina nas últimas décadas, a incidência e a mortalidade destas doenças continuam altas, sendo o tratamento restrito a diálise ou ao transplante renal. Portanto, há a necessidade de desenvolvimento de novas estratégias terapêuticas efetivas, em que se torna imprescindível a utilização de modelos animais que simulam as manifestações clínicas de doenças renais em humanos. Ainda, em virtude das graves consequências da progressão da doença renal, formas terapêuticas alternativas são necessárias e nesse campo crescente interesse está no tratamento com células-tronco. Células-tronco adultas vêm demonstrando potencial imunomodulador e regenerativo para as doenças renais. De mais fácil obtenção e com potencial reparador maior, as células-tronco derivadas do tecido adiposo (ASC) tornam-se possíveis alvos terapêuticos. Assim, neste trabalho, pretendemos estudar os mecanismos que envolvem a proteção ao tecido renal, resultando em menor progressão da doença, em modelos experimentais in vivo e in vitro, induzido por ASCs. (AU)