Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação bioquímica e imunohistoquímica dos efeitos subletais do tiametoxam sobre Apis melliffera (Hymenoptera, Apidae) africanizada

Processo: 12/01498-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2012
Vigência (Término): 30 de setembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Zoologia Aplicada
Pesquisador responsável:Osmar Malaspina
Beneficiário:Daiana Antonia Tavares
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):13/21634-8 - Avaliação dos efeitos do tiametoxam sobre o sistema enzimático de Apis mellifera, BE.EP.DR
Assunto(s):Cérebro   Inseticidas   Apis mellifica   Tiametoxam

Resumo

As abelhas da espécie Apis mellifera africanizadas possuem grande importância econômica e ecológica, pelo fato de serem polinizadores das culturas agrícolas e de áreas naturais, além de produzirem o mel, a cera, a própolis e a geléia real. Nas últimas décadas houve um aumento na produção agrícola mundial e conseqüentemente, o uso de inseticidas nos campos de cultivo foi maior, afetando insetos não alvo, como as abelhas. O tiametoxam é um inseticida neonicotinóide, utilizado para combater insetos praga em diversas culturas, como citros, café e cana-de-açúcar. Este inseticida age no sistema nervoso central dos insetos, atingindo tanto as abelhas adultas, quanto as larvas, através do pólen e néctar contaminados. Considerando-se os efeitos que podem ser causados pelo tiametoxam, este trabalho tem por objetivo avaliar os possíveis efeitos tóxicos de doses subletais, aplicadas em larvas de A. mellifera durante todos os estágios de desenvolvimento. Após estabelecer a dosagem letal média (DL50) de tiametoxam para larvas, serão adotadas as dosagens subletais DL50/10; DL50/20 e DL50/50, que serão utilizadas nos experimentos de intoxicação aguda por contato. Serão observadas possíveis alterações nas fases de desenvolvimento das larvas, bem como registradas as mortalidades. Após o bioensaio de intoxicação subletal, também serão analisados, a sobrevivência e a longevidade. O cérebro de larvas, pupas e de operárias recém-emergidas serão dissecados e submetidos à análise microscópica confocal, e análise enzimática.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
TAVARES, DAIANA ANTONIA; ROAT, THAISA CRISTINA; MATHIAS SILVA-ZACARIN, ELAINE CRISTINA; FERREIRA NOCEELLI, ROBERTA CORNELIO; MALASPINA, OSMAR. Exposure to thiamethoxam during the larval phase affects synapsin levels in the brain of the honey bee. ECOTOXICOLOGY AND ENVIRONMENTAL SAFETY, v. 169, p. 523-528, MAR 2019. Citações Web of Science: 1.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
Avaliação bioquímica e imunohistoquímica dos efeitos subletais do tiametoxam sobre Apis mellifera (Hymenoptera, Apidae). 2015. 90 f. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociências (Campus de Rio Claro)..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.